Clique e assine a partir de 9,90/mês

Olimpíada de Inverno: Isadora Williams disputa ouro nesta quinta

Brasileira conseguiu o melhor resultado da carreira nos Jogos de PyeongChang

Por Da redação - Atualizado em 22 fev 2018, 10h18 - Publicado em 22 fev 2018, 09h54

Após alcançar sua melhor nota na carreira (55.74) no programa curto da patinação artística na Olimpíada de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul, a brasileira Isadora Williams disputará a partir das 22 horas desta quinta-feira a prova longa, valendo medalha de ouro. Aos 21 anos, ela alcançou o 17° lugar e ficou entre as 24 finalistas.

Isadora estreou na prova em 2014, nos Jogos de Sochi, na Rússia, então com 17 anos, e ficou na 30ª e última colocação. Neste ano, alcançou o que havia projetado para os Jogos. “Quero estar no grupo das 24 melhores do programa curto que avançam para o segundo dia”, afirmou a patinadora antes de viajar para a Coreia.

Favorita à medalha de ouro, a russa Evgenia Medvedeva, de 18 anos, que compete sob bandeira neutra, por punição do COI à Rússia pelo esquema de doping do país, ficou na segunda colocação na prova curta, com 81.61 pontos. A primeira colocada foi a também russa Alina Zagitova, que quebrou o recorde mundial da prova com 82.92 pontos.

Brasileira nascida nos EUA

Isadora nasceu na cidade americana de Marietta, no Estado da Georgia, e hoje vive em Little Falls, em Nova Jersey. É filha de mãe brasileira e pai americano, e conquistou a admiração do público do Brasil, com a boa colocação na prova. “Estamos sob pressão de representar o nosso país da melhor maneira possível. Quero fazer duas boas exibições, quero que o Brasil me assista e que as pessoas tenham orgulho de mim”, afirmou antes dos Jogos.

Continua após a publicidade

Esse já é o maior resultado da patinadora em Jogos Olímpicos e Mundiais – sua melhor colocação até agora foi o 24° lugar do Mundial em 2013, com a nota de 46.63 pontos.

A modalidade

A primeira aparição da patinação artística na história olímpica ocorreu numa olimpíada de verão! Antes da criação dos Jogos de Inverno, a modalidade integrou o programa esportivo em Londres-1908 e em Antuérpia-1920, tendo alguns dos mesmos eventos que são disputados até hoje, como as provas individuais masculina e feminina (onde compete Isadora Williams) e disputa de duplas.

Com a criação dos Jogos de Inverno, a patinação artística já foi incluída na primeira edição, na cidade de Chamonix (França), em 1924.

É um esporte com fortes ligações com as artes, trazendo elementos da dança, teatro e música nas competições. Não existe uma pontuação para a trilha sonora escolhida pelos patinadores, mas o impacto emocional que ela causa nas apresentações costuma render pontos importantes.

Continua após a publicidade

Existem dois programas: o curto, que não pode ultrapassar  2min50, enquanto o longo pode ter 4min de duração no feminino e 4min30 no masculino.

Publicidade