Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Olimpíada de Inverno: americana sofre sério acidente no luge

Emily Sweeney perdeu o controle do trenó e bateu forte em uma das curvas da pista do luge em PyongChang, mas não sofreu ferimentos graves

A final do luge feminino nesta terça-feira pela Olimpíada de Inverno de PyeongChang trouxe um momento de tensão no Olympic Sliding Centre. Em sua quarta descida, a atleta americana Emily Sweeney perdeu o controle do trenó e sofreu um sério acidente, que chegou a paralisar pro cerca de cinco minutos a competição. Ainda tonta, deixou andando, para alívio dos torcedores.

“Eu peguei uma boa quantidade de ar na curva 12 e simplesmente não consegui parar. Há muita pressão nestas curvas e quando você não entra nelas corretamente, a dificuldade aumenta ainda mais”, disse Sweeney, após ser atendida no centro médio da pista. Ela não sofreu nenhuma fratura, apenas bastante dolorida após a queda.

Após a retomada da prova, a alemã Natalie Geisenberger conseguiu assegurar o bicampeonato olímpico do luge na Coreia do Sul, repetindo o ouro olímpico de Sochi-2014. Também medalhista de bronze desta prova nos Jogos de Vancouver, em 2010, Natalie desta vez assegurou presença no topo do pódio ao vencer uma equilibrada disputa na qual menos de meio segundo de diferença separou as três primeiras colocadas.

A competidora de 30 anos de idade terminou a prova em 3min05s232 e ficou logo à frente de sua compatriota Dajana Eitberger, que levou a prata com 3min05s599. O bronze foi obtido pela canadense Alex Gough, com 3min05s644.

Liderança no quadro de medalhas

As duas únicas medalhas da Alemanha nesta terça-feira de disputas em Pyeongchang vieram por meio justamente destas duas atletas do luge, que fizeram o país passar a contabilizar nove pódios na competição, com um total de cinco ouros, duas pratas e dois bronzes.

O segundo lugar na classificação geral está nas mãos da Holanda, que ganhou mais duas medalhas de ouro e uma de prata nesta terça. Dois destes pódios vieram na prova da patinação de velocidade de 1.500 metros masculina. Kjeld Nuis triunfou com a primeira posição e foi seguido pelo seu compatriota Patrick Roest, enquanto o sul-coreano Kim Min Seok levou o bronze.

O outro pódio da Holanda no dia veio por meio de Yara Van Kerkhof faturando o segundo lugar na prova da patinação em pista curta de 500 metros. Assim, o país passou a contabilizar quatro ouros, quatro pratas e dois bronzes, totalizando dez medalhas.

Nação com mais pódios até aqui nos Jogos de Pyeongchang, com 11 ao total, a Noruega está em terceiro no quadro geral de medalhas. O destaque do dia pelo país foi Johannes Hoesflot Klaebo conquistando o ouro na prova do esqui cross-country de velocidade, enquanto Maiken Caspersen Falla levou a prata da versão feminina desta disputa para a nação, que agora tem três pódios dourados, cinco prateados e três de bronze.

O Canadá, com três ouros, quatro pratas e três bronzes, vem logo atrás da Noruega e ocupa o quarto lugar no quadro de medalhas, enquanto os Estados Unidos fecham o grupo dos cinco primeiros, com três ouros, uma prata e dois bronzes.

(Com Estadão Conteúdo)