Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oito momentos emocionantes da Rio-2016

Jogos tiveram pedidos de casamento, atletas se ajudando e outros se superando nas competições

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro vão chegar ao fim no dia 21 de agosto com medalhas distribuídas, provas concluídas e muito suor e cansaço dos atletas. Mas, além disso, também vai entrar na conta da Rio-2016 todos os momentos emocionantes que a competição provocou, dentro e fora das quadras, piscinas e campos. Relembre alguns deles na lista abaixo:

 

Nadador da Etiópia chega em último e é ovacionado

O nadador etíope Robel Kiros Habte, se prepara para a prova de 100m nado livre, nos Jogos Olímpicos Rio 2016

Com tradição nas disputas de atletismo, a Etiópia trouxe apenas um nadador para os Jogos Olímpicos. Ao participar da prova classificatória dos 100 metros livres, no último dia 9, Robel Kiros Habte chegou em último lugar, dez segundos depois dos rivais. Mesmo assim, a torcida se esforçou para que o atleta não saísse por baixo e ovacionou o nadador.

 

Michael Phelps beija o filhinho, Boomer

O nadador americano Michael Phelps beija seu filho Boomer, após conquistar medalha de ouro nos 200m nado borboleta, no Parque Aquático Olímpico, no Rio de Janeiro (RJ) - 09/08/2016

Depois de conquistar dois ouros no último dia 9, Michael Phelps emocionou o mundo ao procurar sua família para comemorar o feito. Após receber as medalhas, o nadador americano foi para junto de sua mãe, Deborah, da mulher, Nicole Johnson, e do filho, o pequeno Boomer, de apenas 3 meses, que recebeu um terno beijo do pai, o maior medalhista da história dos Jogos Olímpicos.

 

A ‘ginasta nota zero’

A ginasta croata Ana Derek - 07/08/2016

A croata Ana Derek entristeceu o público que acompanhou a prova do salto na ginástica artística. Ela correu, errou e acabou passando por cima do aparelho. Acabou levando nota zero, que praticamente a eliminou da competição logo de cara. Mas seguiu em frente e terminou sua apresentação, passando pela trave e pelo solo.

 

Phelps pede autógrafo para Katie Ledecky

O nadador americano Michael Phelps pede autógrafo de Katie Ledecky

Os dois grandes nadadores americanos têm um passado juntos: em 2006, Katie Ledecky, então com 9 anos, posou lado de Michael Phelps enquanto pedia um autógrafo ao ídolo. A foto viralizou nesta edição dos Jogos Olímpicos, depois que a nadadora começou a quebrar vários recordes na piscina. O desempenho da atleta foi tão impressionante na Rio-2016 que os dois resolveram fazer uma brincadeira e inverteram suas posições para uma nova foto: agora, é Phelps que tieta Katie.

 

Amazona desiste de competição para poupar cavalo

A amazonas Adelinde Cornelissen, da Holanda, durante a prova de adestramento individual, nos Jogos Olímpicos Rio 2016

A holandesa Adelinde Cornelissen comoveu o mundo ao desistir de competir nos Jogos Olímpicos para poupar seu cavalo, Parzival, que um dia antes de entrar na pista para a prova de adestramento por equipes ficou doente, com febre e dificuldade para engolir. O cavalo foi atendido por veterinários e melhorou, sendo, inclusive, liberado para competir. Mas Adelinde preferiu não colocar em risco a saúde de seu companheiro.

 

Atleta perde sapatilha e termina prova descalça

Atleta etíope, Etenesh Diro, corre prova de 3000m com obstáculos sem a sapatilha no pé direito

A etíope Etenesh Diro perdeu um lado da sapatilha após a queda de uma adversária de bateria, que acertou seu pé, ao correr a terceira série dos 3.000 metros com obstáculos, no sábado (13). Ela tentou colocar o equipamento de volta, mas percebeu que o tempo perdido seria muito grande e decidiu correr descalça, mesmo com o forte sol que queimava o solo do Engenhão. Ela concluiu sua bateria em sétimo lugar, entre dezessete corredoras, com tempo de 9min34s70. No geral, Diro foi a 24ª colocada.

 

Corredora ajuda adversária nos 5.000 metros

Abbey D'Agostino dos Estados Unidos (à dir.) é ajudada pela neozelandesa Nikki Hamblin depois de uma colisão entre as duas durante a prova dos 5.000 metros rasos

A neozelandesa Nikki Hamblin e a americana Abbey D’Agostino deram uma aula de espírito olímpico na semifinal dos 5.000 metros feminino na terça-feira (16), no Engenhão. Faltando cerca de 1.600 metros para completar a prova, Hamblin sofreu uma queda e acabou derrubando a adversária, que não conseguiu evitar o choque e torceu o tornozelo. As duas atletas se ajudaram a levantar e seguiram a prova. Poucos metros depois, porém, com muitas dores, a americana voltou a cair na pista e foi incentivada pela neozelandesa a terminar a prova. Na linha de chegada, as duas se abraçaram.

 

Os pedidos de casamento

A medalhista de prata chinesa He Zi, recebe pedido de casamento de Qin Kai, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ) - 14/08/2016

Ao menos três pedidos de casamento a atletas aconteceram durante os Jogos. Isadora Cerullo, da seleção brasileira de rugby feminino ficou noiva da namorada, a voluntária da Rio-2016 Marjorie Enya. A saltadora chinesa He Zi foi pedida em casamento pelo namorado, o também atleta Qin Kai, após ela ganhar uma medalha de prata no trampolim de 3 metros. E, por último, o americano Will Claye pediu em casamento a namorada, Queen Harrison, após levar a prata no salto triplo.