Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ofensas podem dar pena de até 12 jogos a Luis Fabiano

Por Da Redação - 19 jun 2012, 21h36

Por Tercio David

São Paulo – As ofensas ao árbitro goiano Elmo Alves Resende Cunha poderão custar caro a Luis Fabiano. O atacante do São Paulo poderá pegar até 12 jogos de suspensão e pagar multa de R$ 100 mil pelos palavrões ditos ao juiz, depois de ser expulso no jogo contra o Atlético Mineiro, no último domingo. O procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, afirmou nesta terça-feira que denunciará o atacante em dois artigos.

Segundo Schmitt, o caso de Luis Fabiano se enquadra nos itens 258 (desrespeito ao árbitro) e 243 F (ofensa à honra) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). “A denúncia é baseada principalmente na súmula do árbitro”, disse o procurador à Agência Estado.

Elmo Resende Cunha, árbitro da partida válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, colocou na súmula do jogo as palavras de Luis Fabiano, logo após receber cartão amarelo: “P…, marca só uma, seu m…! Tá inventando desde o início, é muito fraco”. No documento também constam as ofensas do atacante ao ser expulso: “Seu f.d.p. , você é um v…, dá vontade de te meter soco na cara, vagabundo, te encher de pancada”.

Publicidade

O artigo 258 prevê pena de um a seis jogos. O mesmo se aplica ao 243 F, mas como as ofensas foram diretamente ao trio de arbitragem, a pena mínima é de quatro partidas e multa neste caso varia de R$ 100 a R$ 100 mil.

O jogador foi multado pelo São Paulo e preocupa a cúpula do clube pela irritação com a arbitragem nos últimos jogos. O temor é que ele se envolva em confusão e prejudique a equipe quando deveria ser o exemplo aos mais novos. Ele é o capitão do time. Na noite da última segunda, Luis Fabiano divulgou um vídeo para o site oficial do clube, pedindo desculpa aos torcedores pela expulsão e recentes confusões em campo.

Publicidade