Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

O sucessor de Bolt: italiano Jacobs é ouro nos 100 metros rasos

Nascido nos EUA e naturalizado italiano, velocista de 26 anos é o novo homem mais rápido do mundo; americano e canadense completam pódio

Por Da Redação Atualizado em 1 ago 2021, 10h20 - Publicado em 1 ago 2021, 10h07

O novo homem mais rápido do mundo é um italiano. Lamont Marcell Jacobs conquistou a medalha de ouro dos Jogos de Tóquio nos 100 metros rasos, a prova de velocidade mais importante do atletismo, com a marca de 9s80. Com isso, sucedeu o jamaicano Usain Bolt, que dominou a prova nas edições de Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016).

A medalha de prata ficou com o americano Fred Kerley (9,84s) e o bronze com o canadense Andre de Grasse (9,89s). Jacobs, que nasceu em El Paso, nos Estados Unidos, mas foi ainda bebê viver na Itália, terra de sua mãe, repete, assim, o feito de outra lenda italiana da velocidade, Pietro Mennea, ouro nos 200 metros livre em Moscou-1980.

  • Foi um resultado final surpreendente de uma prova que estava totalmente aberta. O chinês Su Bingtian foi o mais rápido entre os oito finalistas, com a marca de 9,83, empatado com o americano Ronnier Baker, mas na final ambos ficaram de fora do pódio. Lamont Marcell Jacobs, o sul-africano Akani Simbine, o americano Fred Kerley, o britânico Zharnel Hughes, o canadense Andre de Grasse e o nigeriano Enoch Adegoke foram os outros classificados.

    O americano Trayvon Bromell, dono do melhor tempo no ano, era apontado como favorito, mas foi eliminado ainda na semifinal, assim como o brasileiro Paulo André, que fez o 23º tempo entre os semifinalistas. Os recordes mundial e olímpico da prova seguem sendo de Usain Bolt: 9s58, no Mundial de Berlim em 2009, e 9s63 nos Jogos de Londres-2012, respectivamente.

    Italy's Lamont Marcell Jacobs celebrates as he crosses the finish line in the men's 100m final during the Tokyo 2020 Olympic Games at the Olympic Stadium in Tokyo on August 1, 2021. (Photo by Jewel SAMAD / AFP)
    Lamont Marcell Jacobs cruzou a linha de chegada com boa vantagem sobre os rivais Jewel SAMAD/AFP

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade