Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O que esperar dos medalhistas do Pan visando os Jogos de Tóquio-2020

Recordista em Lima, o Time Brasil terá um desafio muito maior na Olimpíada que será realizada ano que vem no Japão

O Brasil terminou os Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru, na segunda colocação geral, feito que não era alcançado desde 1963, quando a competição foi realizada na cidade de São Paulo. De quebra, a delegação de atletas brasileiros teve sua melhor campanha na história da competição, com 55 medalhas de ouro, 45 de prata e 71 de bronze. O bom desempenho às vésperas da Olimpíada de Tóquio, em 2020, parece animador, mas para transformá-lo em um pódio olímpico, ainda é preciso superar alguns obstáculos, o que somente alguns medalhistas do Pan são candidatos a fazer.

Os Estados Unidos foram campeões do Pan de Lima, com 293 medalhas – 120 ouros, 88 pratas e 85 bronzes -, mas não levaram seus principais atletas em diversas modalidades. Além da equipe principal dos americanos, os Jogos Olímpicos trazem concorrentes fortes como Grã-Bretanha e China. O Brasil, porém, tem boas chances de pódio em Tóquio com atletas que se destacaram no Pan, como Isaquias Queiroz, da canoagem, e Ana Marcela Cunha, da maratona aquática. Confira a lista:

Ana Marcela Cunha

Ana Marcela faz gesto após se sagrar tetracampeã mundial na maratona aquática de 25km – 19/07/2019

Ana Marcela faz gesto após se sagrar tetracampeã mundial na maratona aquática de 25km – 19/07/2019 (Kim Hong-Ji/Reuters)

Ana Marcela Cunha conquistou a medalha de ouro na maratona aquática do Pan 2019. Aos 27 anos, a baiana chegará em Tóquio no auge da carreira, liderando o ranking mundial e favorita ao ouro.

Arthur Zanetti

O ginasta brasileiro Arthur Zanetti com a medalha de prata nas argolas – Jogos Pan-Americanos 2019

O ginasta brasileiro Arthur Zanetti com a medalha de prata nas argolas – Jogos Pan-Americanos 2019 (Buda Mendes/Getty Images)

Campeão olímpico nas argolas em Londres-2012 e prata no Rio-2016, Zanetti era favorito ao ouro no Pan, mas falhou na final e ficou com a prata. O tropeço, no entanto, não tira o favoritismo do paulista ao pódio em Tóquio.

Atletismo: equipe masculina de revezamento 4x100m rasos

Equipe masculina de revezamento 4x100m rasos; Derick Silva, Jorge Vides, Paulo André e Rodrigo Nascimento

Equipe masculina de revezamento 4x100m rasos; Derick Silva, Jorge Vides, Paulo André e Rodrigo Nascimento (Alexandre Loureiro/COB/Divulgação)

A equipe formada por Derick Silva, Jorge Vides, Paulo André e Rodrigo Nascimento foi ouro no Pan de Lima. Os quatro velocistas ocupam o 4º lugar do ranking mundial e são favoritos ao pódio em Tóquio, também, pelo ouro no Mundial de Atletismo, em maio, batendo o estrelado time americano, que ficou em segundo.

Isaquias Queiroz

Isaquias Queiroz 2016 celebra a medalha de bronze na prova do C1 200 metros e sinaliza as três medalhas que conquistou nos Jogos do Rio de Janeiro – 18/08/2016

Isaquias Queiroz 2016 celebra a medalha de bronze na prova do C1 200 metros e sinaliza as três medalhas que conquistou nos Jogos do Rio de Janeiro – 18/08/2016 (Marcos Brindicci/Reuters)

O baiano de 25 anos recebeu ouro na prova C1 1000m do Pan de Lima – ele foi prata nessa distância na Rio-2016 – e é o atual 4º melhor do mundo na categoria. Isaquias também terá chances de medalhar na prova C2 1000m, com seu companheiro Erlon Souza, e na C1 200m, categorias em que recebeu prata e bronze, respectivamente, em 2016.

Mayra Aguiar

A judoca brasileira Mayra Aguiar com a medalha de ouro da categoria até 78kg, no Pan de Lima.

A judoca brasileira Mayra Aguiar com a medalha de ouro da categoria até 78kg, no Pan de Lima. (Carolina Arevalo/Jam Media/Getty Images)

Mayra Aguiar foi campeã da categoria até 78kg no Pan 2019. A gaúcha de 28 anos lidera o ranking mundial e chegará a Tóquio como favorita, depois de dois bronzes nas últimas duas edições olímpicas.

Natação: revezamento 4x100m livre

Breno Martins Correia, Marcelo Chierighini, Marcelo Bruno Giuseppe Fratus, e Pedro Henrique Silva Spajari, medalhistas de ouro no revezamento 4×100 livre – Pan 2019

Breno Martins Correia, Marcelo Chierighini, Marcelo Bruno Giuseppe Fratus, e Pedro Henrique Silva Spajari, medalhistas de ouro no revezamento 4×100 livre – Pan 2019 (Sergio Moraes/Reuters)

Breno Correia, Bruno Fratus, Marcelo Chierighini e Pedro Spajari conquistaram o ouro no revezamento 4x100m livre nos Jogos Pan-Americanos e, de quebra, bateram o recorde da competição, com 3m11s61. O time brasileiro ocupa a 6ª colocação no ranking mundial e tem chances de pódio em Tóquio.

Darlan Romani

O brasileiro Darlan Romani vence o arremesso de peso nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru

O brasileiro Darlan Romani vence o arremesso de peso nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru (Jaime Lopez/Jam Media/Getty Images)

Darlan Romani superou um caso de febre e venceu com sobras a competição de arremesso de peso em Lima. O catarinense de 28 anos é o atual segundo colocado do mundo e esperança brasileira no atletismo para Tóquio.

Rafaela Silva

A judoca brasileira Rafaela Silva conquista a medalha de ouro no judô após vencer Sumiya Dorjsuren da Mongólia na categoria até 57Kg

A judoca brasileira Rafaela Silva conquista a medalha de ouro no judô após vencer Sumiya Dorjsuren da Mongólia na categoria até 57Kg (David Ramos/Getty Images)

Vencedora na categoria até 57kg, Rafaela Silva conquistou, em Lima, seu primeiro ouro em Jogos Pan-Americanos. A judoca de 27 anos é favorita para Tóquio depois de ser campeã na Rio-2016.

Bruno Fratus

Bruno Fratus, medalhista de ouro na prova de 50m estilo livre

Bruno Fratus, medalhista de ouro na prova de 50m estilo livre (Buda Mendes/Getty Images)

O nadador carioca levou ouro nos 50m livre no Pan de Lima e tem grandes chances de ir ao pódio em Tóquio. O brasileiro tem três medalhas – duas pratas e um bronze – na prova nas últimas três edições do Mundial de Natação.

Hugo Calderano

Os brasileiros Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi posam com a medalha de ouro nas duplas de tênis de mesa, conquistada no Pan de Lima, no Peru

Os brasileiros Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi posam com a medalha de ouro nas duplas de tênis de mesa, conquistada no Pan de Lima, no Peru (Leonardo Fernandez/Getty Images)

Hugo Calderano confirmou o favoritismo no Pan e venceu dois ouros no tênis de mesa – na categoria individual e nas duplas, com Gustavo Tsuboi. Com apenas 23 anos, o fenômeno da modalidade é o atual sexto melhor do mundo é esperança de medalhas em Tóquio.

Ana Sátila

A brasileira Ana Sátila com a medalha de ouro na Canoagem Slalom – Jogos Pan-Americanos 2019

A brasileira Ana Sátila com a medalha de ouro na Canoagem Slalom – Jogos Pan-Americanos 2019 (Cesar Gomez/Jam Media/Getty Images)

Ana Sátila faturou o ouro na categoria C1 de canoagem slalom no Pan de Lima. Com apenas 23 anos, a mineira é a terceira melhor do mundo e pode chegar ao pódio em Tóquio.

Milena Titoneli

Milena Titoneli celebra medalha de ouro conquistada no Pan 2019, em Lima, no Peru

Milena Titoneli celebra medalha de ouro conquistada no Pan 2019, em Lima, no Peru (Susana Vera/Reuters)

Milena Titoneli foi ouro no Taekwondo em Lima e é o principal nome brasileiro na modalidade. A paulista de 21 anos já derrotou atletas do Top 10 e foi bronze no Mundial de Manchester, neste ano.

Vela: Martine Grahel e Kahena Kunze

As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze medalha de ouro na competição 49 FX

As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze medalha de ouro na competição 49 FX (Jonne Roriz/COB/Divulgação)

A dupla brasileira Martine Grahel e Kahena Kunze, ambas de 28 anos, levou ouro na categoria 49erFX no Pan de Lima. As brasileiras são favoritas ao bicampeonato nos Jogos de Tóquio, depois de vencerem a prova na Rio-2016.