Clique e assine a partir de 9,90/mês

O pior da Euro-2016: coceira, chilique e vexames

Por Da Redação - 5 jul 2016, 15h29

Nem tudo foi festa na Eurocopa da França. Ao longo da competição, na reta final nesta semana, foram registradas cenas lamentáveis – algumas divertidas. Não houve ataque terrorista, mas torcedores violentos mancharam o início da competição com muita baderna, dentro e fora dos estádios. Seleções poderosas e craques consagrados deram vexame e algumas estrelas, como o técnico alemão Joachim Löw e o português Cristiano Ronaldo, chamaram a atenção com atitudes bizarras.

O melhor da Euro-2016: zebras, figuras e euforia

(da redação)

Publicidade