Clique e assine com 88% de desconto

Novo Maracanã terá vidro para separar torcidas rivais

Comitê da Fifa visitou obras do estádio, que devem ser concluídas em fevereiro

Por Pâmela Oliveira, do Rio de Janeiro - 6 set 2012, 14h43

Enquanto ainda ganha a nova forma para receber a Copa das Confederações de 2013, a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016, o novo Maracanã já começa a receber adaptações para ajudar a combater um problema crescente no Rio de Janeiro: a briga entre torcidas organizadas. Em visita às obras do estádio nesta quinta-feira, uma comissão formada por representantes da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) do Mundial destacaram que a preocupação com segurança deve ser prioridade – antes e depois dos grandes eventos.

Ao lado do diretor-executivo de Operações e Competições do COL, Ricardo Trade, o vice-governador Luiz Fernando Pezão anunciou que o Maracanã terá um bloqueio para separar torcedores rivais – o que não estava previsto no projeto original do novo estádio, que tem inauguração prevista para fevereiro do próximo ano. “Após a Copa, será instalado um vidro de alta resistência para dividir as torcidas”, explica Icaro Moreno, presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop).

“Além disso, o estádio conta com um verdadeiro ‘Big Brother’, com 360 câmeras espalhadas. Isso inibe as pessoas de cometerem atos de vandalismo”, completou Moreno, enquanto acompanhava a visita do comitê da Fifa, que se reuniu também para discutir estratégias de funcionamento do estádio, como o fluxo de entrada e saída de atletas e torcedores, segurança, estrutura para transmissão de TV e credenciamento.

“Essas pessoas que estão aqui são os responsáveis por planejar detalhes operacionais. Elas estão aqui para se familiarizar com o estádio, conhecer os caminhos, ver onde os jogadores vão descer dos ônibus, por onde vão se deslocar até o vestiário e até o campo, por exemplo”, detalhou o diretor do escritório da Fifa no Brasil, Fúlvio Danilas, durante coletiva de imprensa.

Publicidade

Reforma – De acordo com Pezão, a obra do Maracanã, que terá capacidade para aproximadamente 79.000 pessoas, está 66% finalizada. “Até setembro, teremos concluído 70% da obra. Vamos começar a instalação da cobertura (da arquibancada) nos próximos dias. Em novembro, estará concluída”, garantiu o vice-governador, acrescentando que o cronograma está adiantado em 16 dias.

Confira, no vídeo abaixo, um esboço de como deve ficar o novo Maracanã:

LEIA TAMBÉM:

O novo Maracanã começa a ganhar forma

Publicidade

Polícia do Rio cria núcleo para conter torcidas organizadas

As lições (e os alertas) do novo Wembley para o Maracanã

Publicidade