Clique e assine a partir de 9,90/mês

Novak Djokovic vem ao Brasil jogar tênis – e futebol

Número 2 do mundo enfrenta Gustavo Kuerten no Maracanãzinho e, depois, participa de pelada com Zico, Romário, Bebeto e outros craques brasileiros

Por Pollyane Lima e Silva, do Rio de Janeiro - 24 set 2012, 15h23

Um dos maiores tenistas da atualidade está a caminho do Brasil. Em dois meses, Novak Djokovic desembarca no Rio de Janeiro para uma série de eventos, que inclui uma partida de exibição contra o brasileiro Gustavo Kuerten. Será a primeira vez que o atual número 2 do mundo – que já foi o primeiro e pode voltar a ser a qualquer momento – enfrenta o ex-número 1, hoje aposentado do esporte. O jogo está marcado para o dia 17 de novembro, um sábado, no Maracanãzinho – que receberá uma quadra de saibro (confira informações sobre os ingressos no quadro abaixo). Até aí, a visita é um acontecimento festivo, mas previsível. O surpreendente é a segunda parte da agenda do sérvio. Djokovic vai conhecer a tradição/paixão brasileira: a pelada, em uma partida com Zico e outros craques.

Serviço

Jogo Djokovic x Guga

Dia – 17 de novembro, às 18h30

Ingressos – 100 reais para arquibancada e 250 reais para cadeira premium (há meia entrada) – primeiro lote começa a ser vendido à 0h desta terça-feira no site http://www.ingressorapido.com.br

Informaçõeshttp://www.djokovicnorio.com.br

O primeiro contato com o tenista sérvio foi feito há cerca de um ano, pelo conterrâneo Dejan Petkovic, presidente da Petkovic 10 que organiza o evento. “Djokovic se identifica com os brasileiros, como eu me identifiquei”, disse o ex-jogador de futebol, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira. Em mensagem em vídeo, Guga diz se sentir privilegiado por jogar contra “uma fera”. “É mais um grande momento na minha carreira. E já tenho que começar a treinar para encarar o cidadão.”

Igualmente simpático, Djokovic também gravou uma mensagem arriscando umas poucas palavras em português: “Estou feliz por conhecer o Rio. Obrigado”. Em uma conversa por Skype ao vivo com o amigo Petkovic ele disse que está treinando o idioma para não fazer feio em novembro. “Em dois meses meu português estará melhor, prometo”, garantiu ele, dessa vez em inglês. Na curta entrevista entre os dois atletas, o tenista contou que está ansioso pela partida contra o adversário que ele mesmo escolheu enfrentar. “Guga é uma lenda do tênis, além de uma pessoa incrível, com grande carisma. É um privilégio. Estou muito feliz.”

Continua após a publicidade

Um dia antes da partida histórica, Guga e Djokovic participam da inauguração da primeira quadra pública de tênis de saibro do Rio, na favela da Rocinha. “Djokovic será o padrinho desse projeto, que deve se espalhar no futuro por outras áreas pacificadas”, destacou Marcia Lins, secretária de Esportes do Estado do Rio de Janeiro. A região, que já tem uma forte ligação com o esporte, agora quer qualificar futuros profissionais, completou. “Será uma quadra de saibro, ou seja, para jogar tênis e só tênis, com condições para preparar novos talentos”, enfatizou Marcelo Alves, presidente da Adma Esportes.

Futebol – No dia seguinte à partida contra Guga, Djokovic encara um jogo de futebol ao lado de outros grandes nomes, como Zico, Romário, Petkovic, Renato Gaúcho e Bebeto. “Achei uma ideia incrível, apesar de ter jogado futebol duas vezes na vida. Estou treinando”, contou o tenista, emendando um pedido a Petkovic, que deve ser o responsável pela escalação dos times: “Só não me coloque de goleiro, por favor, porque pode ser trágico”.

Sobre o talento do conterrâneo com os pés, Pet brincou: “Como sou marrento, vou dizer que jogo melhor tênis do que ele futebol”. O ex-atleta adiantou ainda que a camisa 10 do seu time já tem dono – e não é ele. “Zico vai estar jogando. E com ele no meu time, não posso jogar com ela.” Eles entram em campo para partida preliminar de um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

Leia também:

Roger Federer e Maria Sharapova no Brasil: ingressos evaporam

Mais ingressos para ver Roger Federer em SP: de 500 a 990 reais

Caroline Wozniacki, que virá ao país, lança linha de roupa íntima

A caminho do Brasil, Maria Sharapova avisa: está solteira

Continua após a publicidade
Publicidade