Clique e assine a partir de 9,90/mês

Nova geração do Brasil encara Austrália na Copa Davis; saiba como assistir

Thiago Wild e Thiago Monteiro representam o país nos jogos de simples; Marcelo Demoliner e Felipe Meligeni jogarão as duplas

Por Danilo Monteiro - 5 mar 2020, 18h00

A equipe brasileira de tênis enfrenta a Austrália a partir desta sexta-feira 5, às 23h30 (de Brasília), na cidade australiana de Adelaide, em duelo válido pela repescagem da Copa Davis. O time brasileiro terá Thiago Monteiro, número 1 do país, e a sensação Thiago Wild nos jogos de simples. Nas duplas, o experiente Marcelo Demoliner jogará ao lado de Felipe Meligeni. A série, disputada em melhor de cinco jogos e que vale vaga na fase final do torneio, será transmitida com exclusividade pela plataforma de streaming DAZN.

Clique aqui para acessar o DAZN e assistir ao jogo do Brasil na Copa Davis

Aos 25 anos, o cearense Thiago Monteiro é o principal jogador do Brasil e ocupa atualmente a 82ª posição no ranking da ATP. As atenções, porém, estarão voltadas para a nova geração do tênis brasileiro, que tem o paranaense Thiago Wild e o paulista Felipe Meligeni, gratas surpresas no Rio Open, como maiores representantes para o futuro do esporte no país.

Thiago Wild é a grande sensação do time brasileiro para o confronto, pois vem de uma semana incrível no Chile, onde levantou o troféu de campeão do ATP 250 de Santiago. Com o resultado, o paranaense de apenas 19 quebrou uma série de recordes, inclusive o de campeão mais novo do país, que pertencia a Gustavo Kuerten. Wild escalou o ranking da ATP após o título e hoje já aparece na 113ª posição, que possibilitará a entrada do brasileiro em chaves de grandes torneios da temporada.

O sobrenome famoso de Felipe vem do tio, Fernando, campeão pan-americano em 2003 e um dos principais jogadores do esporte nacional. Natural de Campinas, São Paulo, Felipe surpreendeu no Rio Open, quando “deu um calor” em Dominic Thiem, número 3 do mundo, na primeira rodada, mas acabou sendo derrotado por 2 sets a 1 (parciais de 2×6/6×4/1×6), após sofrer com câimbras no último set. Meligeni foi melhor ainda nas duplas, ao lado de Monteiro, parando apenas na semifinal para a dupla que seria campeã, formada pelo espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos.

Continua após a publicidade

Escalado para as duplas, Felipe poderá contar com a experiência e liderança de Marcelo Demoliner, 48º do ranking de duplas. O gaúcho de 31 anos tem se mantido entre os melhores duplistas do circuito há alguns anos, mas terá, junto de Felipe, a dura missão de substituir os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares, que já atingiram o 1º e o 2º lugar, respectivamente, no ranking de duplas da ATP, e conquistaram dois Grand Slams cada. Melo e Soares optaram por se poupar para o calendário complicado de 2020, que terá a disputa da Olimpíada de Tóquio.

O time australiano

O time australiano para a Copa Davis é capitaneado por Lleyton Hewitt, ex-número 1 do mundo Reprodução/Instagram

Capitaneados por Lleyton Hewitt, ex-número 1 do mundo, a equipe australiana conseguiu grandes resultados neste ano, mas o acaso não os ajudou para o confronto contra os brasileiros. Nick Kyrgios (39º) e Alex De Minaur (25º), os dois principais jogadores da Austrália, sofreram lesões recentemente e precisaram ser cortados às vésperas da estreia.

Os substitutos estão longe de ser tão badalados, mas também têm ranking melhor do que os brasileiros. John Millman, número 43º do ranking, obrigou Roger Federer a jogar cinco sets, no Australian Open deste ano, mas foi eliminado. Jordan Thompson (63º) está quase 20 posições à frente de Thiago Monteiro, que será seu adversário na partida de abertura do confronto. Nas duplas, James Duckworth (191º) e John Peers (31º) tenterão superar os brasileiros.

O novo formato da Copa Davis

Presidida pelo zagueiro Gerard Piqué, do Barcelona, a empresa Kosmos foi a responsável pela mudança de formato da Copa Davis. A nova estrutura prevê que, depois da repescagem, a fase final do torneio terá sede neutra. Neste ano, o torneio será realizado na arena Caixa Mágica, em Madri, no mês de novembro. Os primeiros colocados e os dois melhores segundos avançarão à fase eliminatória, em uma espécie de Copa do Mundo.

A Copa Davis foi fundada em 1900 por alunos da faculdade de Harvard, nos Estados Unidos. Em seu formato mais recente, ela era disputada em fases de mata-mata, com 16 países no Grupo Mundial, a primeira divisão do tênis. Os demais países disputavam uma vaga na elite em competições dentro de suas zonas continentais, também em confrontos de mata-mata, na casa de uma das equipes.

Continua após a publicidade
Publicidade