Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nova acusação de doping pode tirar títulos de Armstrong

Por AE

Austin – Sete vezes campeão da Volta da França, Lance Armstrong já se aposentou do ciclismo, mas as acusações de doping, que o perseguiram pela maior parte da vitoriosa carreira, não cessam. Desta vez quem faz a acusação é a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos, na sigla em inglês), que aponta um doping sistemático do ciclista.

A revelação da nova denúncia foi feita nesta quarta-feira pelo próprio Armstrong, que já aproveitou para se defender. De acordo com ele, a USADA o enviou uma carta em que comunica a acusação contra o ciclista e cinco membros de sua equipe, incluindo dois médicos.

Desta vez a acusação é que Armstrong, por mais de uma década, se utilizou da substância dopante EPO, realizou transfusões de sangue, ingeriu testosterona e esteroides anti-inflamatórios. Com a denúncia, a USADA quer cassar os títulos do ciclista norte-americano, incluindo o hepta da Volta da França, e proibi-lo de competir em provas de triatlo, modalidade a qual tem se dedicado profissionalmente em competições de resistência como o Ultramen.

Armstrong, que sempre passou boa parte da carreira se defendendo de acusações de doping, manteve a defesa. “Eu nunca me dopei. Para a tristeza de muitos dos meus acusadores, eu competi como atleta de alto nível por 25 anos, passei por 500 testes antidrogas e não falhei em nenhum”, lembrou norte-americano.