Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Noite pós-rodada é marcada por mortes, brigas e furtos no Recife

Por Da Redação 16 abr 2012, 09h11

A noite de domingo foi de muita confusão no Recife. Uma série de brigas e atos de vandalismo acabaram ofuscando a última rodada da fase de grupos do Campeonato Pernambucano.

Nos mais graves incidentes, dois torcedores morreram após o clássico entre Sport e Santa Cruz, vencido pelo Leão por 2 a 1 na Ilha do Retiro. As circunstâncias ainda não foram totalmente esclarecidas e estão sendo investigadas pela Secretaria de Defesa Social (SDS).

Em um deles, de acordo com testemunhas, uma jovem de 19 anos pertencente à Torcida Jovem do Sport teria sido morta por espancamento durante uma briga com membros da torcida do Santa Cruz, na Ponte Duarte Coelho, bairro de Santo Antônio. A Polícia Militar afirmou que a torcedora teria, na verdade, sofrido um mal súbito. No entanto, o Instituto de Medicina Legal (IML) informou que recebeu a solicitação para retirar o corpo da jovem por homicídio.

A alguns quarteirões de distância, um torcedor trajado com uniforme de uma torcida organizada do Santa Cruz foi morto ao ser atropelado por um ônibus. De acordo com testemunhas, o jovem, também de 19 anos, estaria tentando fugir de uma briga envolvendo a torcida rival.

Além das duas mortes, pelos menos duas pessoas foram presas por furtos, depois da partida, segundo a PM. Já a Rádio Jornal informou que torcedores do Santa Cruz teriam depredado os banheiros do setor de visitantes da Ilha do Retiro, chegando a atirar privadas na direção do estacionamento do estádio, além de furtarem os bares reservados à torcida coral.

Continua após a publicidade

Publicidade