Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

No Timão, maturidade não impede ansiedade pela Libertadores

Por Da Redação 5 jan 2012, 15h05

O zagueiro Leandro Castán inicia os trabalhos da temporada 2012 ciente de que o Corinthians pode ter um momento histórico caso vença a Copa Libertadores da América. O pontapé inicial da competição está previsto apenas para o próximo mês, mas não há como fugir da ansiedade na busca por uma boa campanha.

A pressão será forte por uma campanha vitoriosa no Corinthians. A torcida vê a Libertadores da América como uma obsessão, já que os principais rivais – São Paulo, Palmeiras e Santos – já faturaram o torneio.

‘Não adianta esconder, o pensamento é a Libertadores’, comentou Leandro Castán nesta quinta-feira. ‘A gente está muito confiante na equipe, temos certeza de que vamos fazer um grupo forte, a ansiedade é grande, sabemos que podemos entrar para a história. Vamos fazer de tudo para trazer o título’, emendou.

Na teoria, o Corinthians começou de forma positiva no sorteio dos grupos. Na primeira fase, o Timão enfrenta Deportivo Táchira, da Venezuela, Nacional, do Paraguai, e, como principal obstáculo, o Cruz Azul, do México. A equipe brasileira é favorita absoluta ao primeiro lugar.

Ainda assim, Leandro Castán traz à memória os fracassos do passado. No início de 2011, o Corinthians sofreu uma eliminação na etapa preliminar da Libertadores contra o Deportes Tolima, da Colômbia, quando era franco favorito à classificação.

‘Difícil falar em facilidade. Para vencer você precisa correr, tudo só se resolve lá dentro de campo, estamos bem maduros. Se a gente entrar achando que vai ser fácil será complicado. Vamos entrar com humildade para buscar o título’, afirmou Leandro Castán.

O Corinthians inicia a caminhada na Libertadores contra o rival mais fraco do grupo. O jogo de estreia está previsto contra o Deportivo Táchira, na Venezuela. ‘,’sans-serif’; font-size: 14pt;’>

Continua após a publicidade
Publicidade