Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

No Sul, Atlético-PR e Grêmio eliminam Palmeiras e Santos

Em Curitiba, rubro-negro foi impecável e marcou três gols nos palmeirenses, enquanto em Porto Alegre o tricolor derrotou a equipe santista por 2 a 0

Por Da Redação - 29 ago 2013, 00h38

O Atlético-PR e o Grêmio levaram a melhor contra seus rivais paulistas e avançaram para as quartas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira. Em Curitiba, o time rubro-negro reverteu a derrota por 1 a 0 no jogo de ida das oitavas e bateu o Palmeiras por 2 a 0 na Vila Capanema. Enquanto isso, em Porto Alegre, o tricolor gaúcho batalhou e, com mais disposição e posse de bola, derrotou o Santos por 2 a 0 na Arena Grêmio, depois de perder por 1 a 0 na Vila Belmiro, semana passada.

Leia também:

Flamengo se classifica no fim e Corinthians espanta zebra

Em uma partida impecável, o Atlético-PR não deu chance para o Palmeiras desde o apito inicial e mostrou um futebol convincente. O time abriu o placar aos 33 minutos do primeiro tempo com Éderson e, na segunda etapa, ampliou aos 21 minutos com Paulo Baier fez o segundo. Pra fechar a contagem, Éderson marcou mais uma vez, aos 33 minutos.

Publicidade

Na próxima fase, o Atlético-PR encara o vencedor de Internacional e Salgueiro, que definem a vaga nesta quinta-feira, em Pernambuco. Ao Palmeiras resta na temporada disputar a Série B do Campeonato Brasileiro – a equipe faz boa campanha e lidera o torneio.

Arena – No confronto em Porto Alegre, Souza e Werley garantiram a classificação gremista com gols no segundo tempo. No começo da partida, o Santos sofreu bastante. A aparentemente conservadora formação do Grêmio, com seus três zagueiros e três volantes, não impediu o time da casa de sufocar os visitantes e ter mais posse de bola. A defesa santista não tinha sossego e mandava a bola para frente e a recebia de volta em questão de segundos.

O gás dos gremistas, no entanto, durou pouco. Ótimo para o Santos, que começou a se assanhar nos contra-ataques. Mas o time santista não conseguiu aproveitar as chances criadas. No segundo tempo, o Grêmio voltou melhor e, logo no início, Souza abriu o placar depois de Barcos ganhar disputa de bola pela esquerda e cruzar.

A torcida tricolor esperava mais força no ataque depois do gol, mas as coisas não foram assim. O jogo ficou morno com a possibilidade de uma disputa pela vaga na decisão por pênaltis e pouco aconteceu até os 40 minutos. Então, aos 42, em uma boa trama gremista pelo meio, Pará cruzou rasteiro dentro da área e Werley, sem marcação na entrada da pequena área, tocou rasteiro no canto direito de Aranha para classificar o Grêmio na Copa do Brasil.

Publicidade

(Com Estadão Conteúdo e Gazeta Press)

Publicidade