Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

No Serra Dourada, Vila Nova e Goiás abrem disputa por vaga na final

Por Da Redação 21 abr 2012, 20h01

Protagonistas de alguns dos clássicos mais acirrados e polêmicos dos últimos anos, Vila Nova e Goiás se enfrentam neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no estádio Serra Dourada. Em jogo, além da rivalidade, está a vantagem em busca de uma vaga na final do Campeonato Goiano.

O confronto deste final de semana é válido pela partida de ida das semifinais do Estadual. No mesmo horário, no estádio Genervino da Fonseca, o CRAC do técnico Evair Paulino e o Atlético-GO, de Adílson Batista, iniciam a disputa pela outra vaga.

Líder do primeiro turno com 42 pontos, apenas um a mais que o Atlético-GO, o Goiás entra com a vantagem de dois resultados iguais, mas não quer entrar em campo para jogar com o regulamento ‘debaixo do braço’. A intenção, desde já, é esquecer os confrontos da fase inicia

Também no Serra Dourada, com mando do Esmeraldino, o resultado foi uma vitória por 3 a 1, mas, na volta, em abril, o Vila Nova derrotou o Goiás por 3 a 2 e encaminhou sua classificação. Preocupação essa que o Goiás nunca teve, pois se garantiu antecipadamente nas semifinais.

Dentro de campo, o técnico Enderson Moreira foca as atenções em corrigir os problemas na defesa, que levou cinco gols nas últimas duas partidas, mas venceu as partidas porque o eficiente ataque marcou oito. ‘O Enderson cobrou isso da gente para 90, 95 minutos, precisamos cuidar da parte defensiva desde o ataque’, afirmou o lateral Egídio, que aprendeu a lição.

Sem o suspenso Thiago Mendes, Enderson espera a definição se Iarley poderá entrar em campo, mas já deixa Netinho de aviso-prévio em caso de necessidade. No meio, Marcos Paulo assume a vaga de Mendes.

Já no time de Robélio Schneiger, o desfalque é Patrick que, ironicamente, marcou os três gols da vitória sobre o Goiás na primeira fase. O atacante sente lesão muscular na coxa e não deve entrar em campo, assim como o lateral John Lennon, com o tornozelo inchado. Os prováveis substitutos são Renato e Rafael Carioca, respectivamente.

‘Como é que eu vou me atirar pra cima do Goiás? Eu vou fazer o que venho fazendo o campeonato todo. A minha equipe joga da mesma forma. É claro que vamos atacar o Goiás, com cautela e sabedoria. Talvez a arma seja dar uma pressionada de 15 ou 20 minutos e depois acalmar, não sei, tenho que ver’, disse o misterioso Robélio.

Sem a presença de organizadas, mas com as duas torcidas representados no Serra Dourada, o Goiás tenta confirmar seu favoritismo e o Vila Nova tenta derrubar a fama de ‘azarão’ e superar suas crises interna

Continua após a publicidade
Publicidade