Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No retorno de Jobson, Botafogo só empata com Bangu

Atacante entra no 2º tempo e dá assistência no gol de empate em Moça Bonita

No jogo que marcou a reestreia do atacante Jobson, o Botafogo tropeçou no Bangu e ficou no empate por 1 a 1 na tarde deste sábado, em Moça Bonita. Cidinho fez o gol botafoguense, com uma assistência de Jobson, e Almir, revelado nas categorias de base da estrela solitária, marcou pelo Bangu.

O resultado fez o Botafogo perder os 100% de aproveitamento na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, mas, com sete pontos, segue na zona de classificação para as semifinais. O Bangu termina a terceira rodada da Taça Rio com apenas três pontos e continua ameaçado de cair para a Segunda Divisão. O time de Moça Bonita tem a pior campanha na classificação geral, que leva em consideração o somatório dos dois turnos e vale para definir os times que serão rebaixados.

No primeiro tempo, o Bangu deu muito trabalho ao Botafogo. Um chute de Caio que passou à esquerda do goleiro Willian Alves logo no primeiro minuto deu a falsa impressão de que o Botafogo dominaria as ações, mas logo o Bangu equilibrou as ações com muita velocidade e passou criar sérias dificuldades ao gol de Jéfferson.

Sem medo de se lançar ao ataque, o Bangu assutou aos sete minutos. Fabinho fez grande jogada pela esquerda e rolou para Thiago Galhardo, que só não fez o gol porque Antônio Carlos desviou a bola para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para Sérgio Junior, com o gol vazio, acertar o travessão. Aos 11 minutos o Bangu voltou a assustar, com chute de Almir sobre o gol.

Incomodado com a postura do time da casa, o Botafogo tinha problemas para atacar e levava perigo mais nas jogadas de bola parada. Aos 24 minutos, Renato cobrou escanteio, Antônio Carlos desviou e Loco Abreu completou para fora. No minuto seguinte o uruguaio cabeceou um cruzamento de Lucas e o goleiro defendeu. Já aos 27 foi a vez de Herrera chutar à esquerda de Willian Alves.

A partida estava aberta e o Bangu assustou novamente aos 32 minutos, em chute de Renan Oliveira, na rede pelo lado de fora. Porém, a grande oportunidade da primeira etapa foi aos 40 minutos, quando o Botafogo perdeu a chance de abrir o marcador. Após cobrança de escanteio, Herrera e Loco Abreu chutaram na zaga, a bola sobrou para Caio, que deslocou o goleiro, mas acertou a trave.

Jobson – Na volta para o segundo tempo a torcida do Botafogo ficou acesa porque o técnico Oswaldo de Oliveira colocou Jobson em campo, na vaga de Loco Abreu. Mas o atacante, visivelmente fora de forma, acabou encontrando muitas dificuldades.

O Botafogo deu a impressão de que partiria para cima. Tanto que logo aos cinco minutos teve a seu favor uma falta de dois toques dentro da área, quando Santiago levantou demais o pé em uma dividida com Antônio Carlos. Na cobrança, Fábio Ferreira mandou a bola para fora.

Mas com o passar do tempo o ritmo do jogo voltou a cair. Sem muita explicação o Botafogo passou a ficar em seu campo esperando o Bangu, que não conseguia criar pela limitação técnica de seu elenco. Uma prova do nível do confronto foi que o Botafogo só voltou a assustar aos 26 minutos, quando Renato cobrou falta e Lucas Zen cabeceou para fora.

Gols – Até então sumido em campo, Jobson apareceu muito bem aos 28 minutos, quando deu um belo passe e colocou Cidinho na cara do gol. O jovem jogadr só teve o trabalho de deslocar o goleiro e abrir o marcador. A torcida ainda comemorava quando, dois minutos depois, o Bangu empatou. Almir arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro Jéfferson.

Disposto a colocar a garotada em campo, Oswaldo de Oliveira promoveu a estreia do jovem Jeferson Paulista. Logo em seu primeiro lance, recebeu falta e cobrou para grande defesa do goleiro adversário. O Bangu respondeu aos 36 minutos, em uma cabeçada de Fabinho que Jéfferson defendeu.

Nos minutos finais o Botafogo se lançou ao ataque em busca do gol. Aos 40 minutos, Jobson rolou na área e Herrera chutou para fora. A equipe ainda lançou algumas bolas na área, mas nenhuma foi capaz de alterar o placar final.

Próximos jogos – Agora, o Botafogo volta a campo na próxima quarta-feira, às 22h de Brasília, para estreia na Copa do Brasil. A estrela solitária joga contra o Treze-PB, em João Pessoa (PB). Pelo Campeonato Carioca, o clube joga no próximo domingo, às 18h30, quando faz o clássico contra o Vasco. Um dia antes, o Bangu visita o Madureira na Rua Conselheiro Galvão, às 16h.

(com agência Gazeta Press)