Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No novo esquema do Cruzeiro, Mancini cobra marcação aos atacantes

O técnico Vágner Mancini espera ver o Cruzeiro mais bem postado em campo atuando no esquema 4-3-3 no jogo contra a Caldense, neste domingo, em Poços de Caldas. Segundo ele, no duelo contra o Villa Nova, a equipe acabou dando muitos espaços para o adversário, o que treinador pretende corrigir. Mancini explica que os atacantes também têm que ajudar os jogadores de meio-campo para resolver este problema.

‘Eu espero que a gente não tenha um início de jogo como foi contra o Villa Nova, quando a equipe acabou dando muito espaço no meio-campo. Os atacantes sabem que eles têm a missão de voltar e fechar a entrada da bola pelo meio ou por fora, dependendo do adversário. Então, eu conto muito com a determinação desses atletas que sabem a função e que, dentro do jogo, sabem que não podem deixar de fazer aquilo que foi acertado’, disse.

Contra a Caldense será terceira partida do Cruzeiro no novo esquema, e Vágner Mancini acredita que essa diminuição dos espaços será resolvida com o passar dos jogos e maior adaptação dos jogadores. ‘Eu acho que falta um pouco mais de jogo mesmo. É natural que, quando você coloca mais um atleta ofensivo, você está abrindo mão de um que jogue mais no meio-campo. Não tem como você fazer com que uma equipe esteja bem arrumada lá atrás se você tira um homem. Isso aí é o tempo que vai nos dar essa maneira nova de jogar’, declarou.

O Cruzeiro vem de uma sequência de seis vitórias seguidas, mas apesar dos bons resultados, Vágner Mancini acha cedo para fazer uma avaliação mais precisa da Raposa. Segundo ele, o saldo de vitórias é sempre bom, porém, o treinador frisa que o time celeste ainda não teve um grande teste na temporada.

‘O time está começando a ter uma forma. Não diria que hoje a equipe tem a minha maneira de jogar. São apenas seis jogos. A equipe tem de ser testada de forma eficaz, diante de grandes equipes. É um bom início, mas tem muita coisa ainda a ser feita’, afirmou.