Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Maracanã, olheiro de Felipão diz que Chile não é surpresa e elogia Holanda

"Não surpreendeu pelo histórico de está há um bom tempo jogando bem", afirmou Alexandre Gallo, ex-volante

Olheiro de Luiz Felipe Scolari e coordenador das seleções brasileiras de base, Alexandre Gallo elogiou o Chile, que se classificou no grupo B ao vencer nesta quarta-feira a Espanha por 2 a 0 no Maracanã, e afirmou que o placar não foi uma zebra.

Leia também:

Espanha é eliminada da Copa com segunda derrota, agora para o Chile

Torcedores chilenos invadem centro de mídia do Maracanã

Holanda surpreende e vence Espanha com goleada humilhante

“O Chile vem fazendo um grande trabalho já faz bastante tempo e hoje apresentou um grande futebol. Não surpreendeu pelo histórico de estar há um bom tempo jogando bem”, disse à Agência Efe o ex-jogador, que assistiu ao jogo na tribuna de imprensa do estádio.

Acompanhando os possíveis rivais da seleção brasileira, Gallo, que foi volante, admitiu que a Holanda, que como o Chile se classificou por antecipação no grupo B, foi quem mais o agradou neste começo de Copa do Mundo, principalmente pelo vigor apresentado. “É um time bastante forte, como é o do Chile hoje’, avaliou o olheiro de Felipão.

Alexandre Gallo, no entanto, preferiu desconversar ao ser questionado sobre qual adversário seria mais conveniente para a seleção brasileira nas oitavas de final. “A gente tem um combinado com o Felipão, de que não pode passar (as avaliações) para vocês. Sabemos que são equipes fortes e que temos que respeitar todas. Por isso temos mapeado todos os times”, afirmou

A seleção brasileira enfrentará Holanda ou Chile caso avance para as oitavas de final. As duas seleções se enfrentarão na próxima segunda-feira, às 13h (horário de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo, e quem vencer ficará em primeiro. O empate favorece os vice-campeões mundiais.

(Com agência EFE)