Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Itaquerão, torcedores com sinalizadores são agredidos

Uso dos artefatos, que chegou a interromper o jogo, poderá provocar punição

Um grupo de torcedores do Corinthians comemorou a vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, na noite de domingo, no Itaquerão, acendendo sinalizadores – e acabou sendo agredido por corintianos que estavam sentados em cadeiras próximas a eles no estádio. De acordo com a assessoria de imprensa do clube, quatro torcedores foram presos pelo uso dos sinalizadores, que pode levar o clube a ser punido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com a perda de mandos de campo.

Leia também:

Corinthians derrota o Grêmio e fica perto da Libertadores

Na reta final do Brasileirão, adversário mais temido é STJD

No clássico com o São Paulo, o Corinthians também teve problemas com a conduta de seus torcedores. Na ocasião, houve briga entre facções rivais e o clube precisou atuar longe de São Paulo por causa da punição sofrida no STJD. Diante do Grêmio, os sinalizadores foram acionados nos minutos finais, no setor norte do estádio. O árbitro chegou a interromper o confronto para aguardar a fumaça se dissipar e deu seis minutos de acréscimo em relação ao tempo normal da etapa final.

A conduta dos torcedores que acenderam os sinalizadores também foi reprovada pelo público que ocupava os demais setores do estádio. A torcida comemorou quando os responsáveis pelos sinalizadores foram retirados pelos policiais. Depois da partida, o técnico Mano Menezes lamentou o episódio e demonstrou preocupação com possíveis punições ao clube. “Não consigo entender como é possível alguém entrar em um estádio, que tem revista e toda a segurança, com sinalizadores que são proibidos”, afirmou. No ano passado, um sinalizador disparado por um corintiano matou o garoto Kevin Espada num jogo da Libertadores em Oruro, na Bolívia.

Leia também:

Campeão Cruzeiro encurta festa pensando na tríplice coroa

São Paulo bate Santos e garante sua vaga na Libertadores

Provocação – Outra cena inusitada da partida de domingo aconteceu no banco de reservas do Grêmio. De volta ao estádio onde comandou a seleção na abertura da Copa do Mundo, o técnico Luiz Felipe Scolari foi alvo de xingamentos por causa da derrota brasileira na semifinal contra a Alemanha. Alguns torcedores usaram uma camisa da seleção alemã para provocar Felipão. Alvo de um coro ofensivo do público no final da partida, o técnico gremista ironizou e fez um gesto pedindo que os gritos fossem ainda mais altos. Foi prontamente atendido, claro. Enquanto Felipão reclamava da arbitragem, os torcedores se amontoaram ao lado do túnel que leva aos vestiários para xingá-lo mais uma vez.

(Com Estadão Conteúdo e agência Gazeta Press)