Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

No Irã, Blatter pede o fim do veto às mulheres nos estádios

<p>Cartola conversou com presidente iraniano e sugeriu a mudança na legislação</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 20h55 - Publicado em 8 nov 2013, 09h45

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, pediu ao presidente do Irã, Hassan Rohani, a revogação de uma lei que impede as mulheres de assistirem aos jogos de futebol nos estádios do país. Em visita a Teerã, nesta sexta-feira, o cartola suíço lembrou que a modalidade está crescendo entre as mulheres. “O futebol feminino se desenvolveu muito aqui no Irã”, afirmou. Tentando manter um discurso diplomático, evitando provocar os anfitriões, Blatter disse que não tem a pretensão de interferir na legislação e nos costumes dos iranianos, mas ressaltou que era seu dever, como principal dirigente do futebol internacional, apresentar essa solicitação aos governantes das nações islâmicas. O cartola participou de um evento intitulado “Congresso Internacional de Ciência e Futebol de Teerã”.

Leia também:

Fifa manterá Catar-2022 – o pior erro da história das Copas

Brasil pode pegar Itália, Holanda ou Inglaterra já na estreia

A australiana Moya Dodd, uma das três mulheres que integram o Comitê Executivo da Fifa, também evitou criticar os iranianos pela proibição, mas disse ter esperança de ver as mulheres nas arquibancadas dos estádios do país. “Quando esse dia chegar, contem com a minha presença, pois adoraria assistir a um bom jogo de futebol neste país”, afirmou ela. Moya Dodd está no Comitê Executivo desde maio deste ano. O Irã é um dos países garantidos na Copa do Mundo do ano que vem. Depois da passagem por Teerã, Blatter viaja para o Catar, sede da Copa do Mundo de 2022. Em seguida, deverá passar pelos Emirados Árabes, onde acompanha a final do Campeonato Mundial Sub-17 da Fifa, entre as seleções da Nigéria e do México.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade