Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No basquete, Brasil perde e adia classificação ao Mundial

No handebol, seleção feminina vence a se garante no campeonato da categoria

A seleção brasileira masculina de basquete não alcançou o objetivo traçado pelo técnico Aleksandar Petrovic para os dois jogos em São Paulo pelas Eliminatórias das Américas. Após superar a República Dominicana na sexta-feira, 30, o Brasil teve uma atuação apática nesta segunda-feira, 3, foi atropelado pelo Canadá por 94 a 67, no ginásio Wlamir Marques, e adiou sua classificação para o Mundial da China, em 2019.

Agora, os brasileiros terão de vencer um dos dois jogos que ocorrerão apenas em fevereiro de 2019 para se garantirem no torneio. O Brasil enfrenta Ilhas Virgens, no dia 21, e novamente a República Dominicana, dia 24, ambos fora de casa. Quatro seleções já estão classificadas pelas Eliminatórias das Américas: Canadá, Estados Unidos, Argentina e Venezuela.

O ala-armador Leandrinho viu a seleção apática, mas ainda confia na classificação ao Mundial. “Foi um jogo difícil, a gente já sabia que ia ser assim. Pecamos muito na defesa, o que deu confiança no ataque [do time adversário]. Eles meteram muitas bolas de três e nosso ataque foi apático, não conseguimos decidir e infelizmente saímos com a derrota”, declarou. “(Agora é) esquecer o resultado e saber que temos que correr atrás. Temos que levantar a cabeça e dar continuidade no trabalho. Perdemos a chance de classificar, mas não perdemos a guerra”.

No handebol, Brasil massacra Paraguai e se garante no Mundial

O Brasil está classificado para o Mundial de handebol feminino. Nesta segunda-feira, a equipe dirigida pelo espanhol Jorge Dueñas venceu o Paraguai por 40 a 13, somou a terceira vitória no Campeonato Sul e Centro Americano e confirmou presença na Copa do Mundo da modalidade, que será realizada em Tóquio de 29 de novembro a 15 de dezembro de 2019.

A seleção decide o título da competição contra a Argentina, em partida marcada para às 20 horas (de Brasília) desta terça-feira, 4. Como todos os outros duelo do torneio, a partida será realizada em Maceió.

Em Tóquio, a seleção buscará seu segundo título mundial no handebol feminino. Na edição de 2013, o time dirigido pelo dinamarquês Morten Soubak fez uma competição impecável e conquistou o torneio inédito com uma vitória emocionante sobre a Sérvia, dona da casa, em plena capital Belgrado.

(Com Estadão Conteúdo e Gazeta Press)