Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

No auge, Tite lembra início da carreira e exalta título invicto

Por Da Redação
5 jul 2012, 05h13

Ao conquistar o maior título da carreira, Tite lembrou não apenas o começo de sua carreira como técnico, mas também a fase de jogador. Algoz do Boca Juniors na final da Copa Libertadores, disputada no Pacaembu na noite de quarta-feira, ele ainda exaltou a conquista invicta.

‘Houve outros campeões invictos, mas apenas com seis ou sete jogos. Ainda não tenho a dimensão do que significa ser campeão com 14 jogos de invencibilidade, mas vai demorar muito para alguém repetir isso’, previu o comandante corintiano.

Outros cinco clubes conquistaram o título continental de forma invicta, mas sempre fazendo de quatro a oito partidas no total – Peñarol (1960), Santos (1963), Independiente (1964), Estudiantes (1969), Estudiantes (1970) e Boca Juniors (1978) também foram campeões sem derrota. Satisfeito pelo feito raro, o treinador lembrou o começo de sua trajetória.

‘O Tite só é campeão agora porque um dia, em Veranópolis, foi campeão na Segunda Divisão. Ele aprendeu nas Libertadores pelo Grêmio, pelo Inter, pelo São Caetano e nas duas pelo Guarani, ainda como jogador. Você vai ficando cascudo e aprendendo’, afirmou.

Continua após a publicidade

Mais do que festejar o título com a maior sequência invicta da história do torneio continental, Tite lembrou que a equipe também conta com o melhor salto de gols desta edição. Para o comandante, o fato prova o equilíbrio de sua equipe em diferentes situações.

‘Um time é forte se consegue neutralizar o adversário e criar chances de gol. Se, em momentos em o que adversário está melhor, não se desestabiliza. É uma equipe que marca muito e joga com qualidade, além do lado humano, que também aflora’, descreveu.

Ao falar sobre os detalhes da inédita conquista continental, Tite ainda rejeitou a chamada ‘sorte de campeão’ e destacou o bom ambiente no clube. Para o treinador do Corinthians, os resultados e o retrospecto da equipe no torneio provam que o título conquistado sobre o Boca Juniors foi merecido.

Continua após a publicidade

‘Esse negócio de ‘sorte de campeão’ é a melhor maneira de desprezar o trabalho de alguém. Quando tem competência e competitividade, pode brotar a amizade. Não é uma família, que é algo sagrado, é amizade enquanto grupo, que se respeita e gosta de conviver’, afirmo

Antes de acertar seu retorno ao Corinthians, Tite estava no comando do Al-Wahda, clube pelo qual disputaria a edição de 2010 do Mundial de Clubes da Fifa. Com uma nova chance de participar do torneio, ele se disse ansioso para comemorar com sua família.

‘Estava nos Emirados Árabes, prestes a disputar o Mundial, quando o Andrés Sanchez me ligou para voltar ao Corinthians. Saí de um Mundial e felizmente consegui a classificação para outro. Me sinto gratificado por poder dividir alegria e não tem nada igual a fazer isso com a família’, declarou.

Continua após a publicidade

Enquanto dava a volta no olímpica no Pacaembu lotado, Tite lembrou de seus parentes. ‘Foi um momento muito lúcido e calmo, de simplesmente retribuir ao torcedor pelo carinho. Meu filho também estava na arquibancada, representando toda a minha família. Foi um gesto muito sincero’, descreveu Tite.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.