Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

No aniversário da Ressacada, Avaí só quer um presente: a vitória

Por Da Redação 15 nov 2011, 14h02

O Estádio Dr. Aderbal Ramos da Silva, a Ressacada, foi inaugurado há exatos 28 anos, no dia 15 de novembro de 1983, em uma partida do Avaí contra o Vasco, que terminou com goleada dos cariocas sobre os manezinhos por 6 a 1.

Agora, o jogo que marcará o 28aniversário do estádio acontecerá nesta quarta-feira, contra o Cruzeiro, e a vitória é o único presente desejado pelo Leão Catarinense.

Na lanterna do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos conquistados, o Avaí precisa vencer as últimas quatro partidas e contar com uma combinação de resultados dos adversários para continuar lutando contra o rebaixamento. Caso seja derrotado, o time estará matematicamente na segunda divisão nacional.Além disso, os problemas da equipe catarinense não são poucos. O time será comandado pelo interino Edson Santos, que assumiu nesta segunda-feira o lugar de Toninho Cecílio, demitido após a derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no último sábado.

Santos não poderá contar com três jogadores para a partida: o lateral direito Daniel, suspenso após ter recebido o terceiro cartão amarelo e, por isso, cumprirá suspensão automática, além de Pedro Ken e Anderson Lessa, que pertencem ao Cruzeiro e por cláusulas contratuais estão vetados para o jogo.

Entretanto, o capitão e artilheiro da equipe na competição, Willian, estará de volta à equipe, após cumprir suspensão automática contra o São Paulo. Os relacionados para a partida e a escalação da equipe titular devem ser definidos nas atividades da tarde desta terça-feira, o último antes da partida decisiva.

Continua após a publicidade
Publicidade