Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Niki Lauda ataca Ferrari: ‘Só sabe fazer espaguete’

Ex-piloto austríaco negou que a hegemonia da Mercedes nas últimas temporadas esteja contribuindo para a crise na Fórmula 1

Por Da Redação 8 jul 2015, 10h57

A recente rivalidade entre Ferrari e Mercedes na Fórmula 1 esquentou nesta terça-feira com declarações do ex-piloto austríaco Niki Lauda, bicampeão pela escuderia italiana na década de 70 e que hoje é diretor da equipe alemã, líder absoluta do campeonato. Lauda disse que a hegemonia da Mercedes se dá por méritos próprios e reclamou daqueles que veem a categoria em crise por falta de competitividade.

“Eu não consigo mais ouvir estas discussões estúpidas. Em vez de reclamar, as outras equipes deviam fazer carros mais rápidos. O que a Mercedes pode fazer a Ferrari só sabe fazer espaguete e não consegue colocar o carro de maneira correta na pista?” atacou o ex-piloto de 66 anos em entrevista ao jornal alemão Bild.

Leia também:

A F1 para Niki Lauda: ‘Apenas jovens que apertam botões’

Hamilton vence em casa; Massa lidera por 21 voltas, mas termina em 4º

Continua após a publicidade

F1: Alonso é o mais bem pago em 2015. Saiba quanto ganham os pilotos

O chefe da Mercedes Toto Wolff resolveu diminuir a tensão entre as equipes e pediu desculpas pelos exageros do colega. “Todos conhecem a ligação especial entre Niki e Ferrari e sua paixão pela Fórmula 1. É por isso que às vezes é muito objetivo e diz coisas que podem soar pior do que o desejado”, explicou o dirigente austríaco. Lauda foi campeão mundial pela Ferrari em 1975 e 1977 e pela McLaren em 1984.

“Na Mercedes, não queremos ofender ninguém. Respeitamos a Ferrari e estamos ansiosos para ver os duelos na pista. Tratamos a Ferrari como um rival muito sério e temos que trabalhar duro para defender a nossa liderança”, acrescentou Wolff.

A rivalidade entre as duas equipes no momento acontece apenas fora das pistas: a Mercedes lidera o campeonato de construtores com 371 pontos, 160 a mais que a segunda colocada Ferrari. No Mundial de pilotos, o campeão Lewis Hamilton lidera com 194 pontos, seguido pelo companheiro Nico Rosberg, com 177. O ferrarista Sebastian Vettel é o terceiro com 135 pontos.

(com Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade