Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

NFL: Aaron Hernandez, ex-jogador do Patriots, é encontrado morto

Ex-jogador cumpria pena de prisão perpétua por homicídio

Por Da redação 19 abr 2017, 14h05

O ex-jogador Aaron Hernandez, da liga de futebol americano dos Estados Unidos (NFL), cumpria pena de prisão perpétua por homicídio e se enforcou na sua cela nesta quarta-feira, segundo autoridades penitenciárias do Massachusetts. Hernandez, de 27 anos, foi encontrado pelos guardas do Centro Penitenciário Souza Baranowski de Shirley, às 3 horas (no horário local), de acordo com o porta-voz do Departamento de Correções Christopher Fallon. O ex-tight end do New England Patriots foi declarado morto cerca de uma hora depois em um hospital de Leominster.

Hernandez estava em uma cela individual da prisão estadual de segurança máxima. Fallon declarou que ele se enforcou utilizando o lençol da cama, além de ter bloqueado a entrada da cela com vários itens.

  • Fallon disse que não tem conhecimento de nenhuma carta de suicídio e salientou que está em curso uma investigação. Ele declarou que não havia preocupação com a possibilidade de o ex-jogador estar planejando suicídio, e se existisse qualquer indício teria sido transferido para uma unidade de saúde mental.

    Absolvido por outras mortes

    O ex-jogador chorou na última sexta-feira ao ser absolvido das mortes a tiros de Daniel de Abreu e Safiro Furtado, ocorrida em 2012 na cidade de Boston. Porém, Hernández já cumpria uma pena de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional por sua condenação pela morte de Odin Lloyd, em 2013. Lloyd saía com a irmã da noiva de Hernandez.

    Hernandez foi selecionado pelo Patriots nos Draft de 2010 da NFL, tendo registrado 175 recepções, 1.956 jardas e 18 touchdowns em três temporadas, sendo finalista do Super Bowl de 2011. Ele foi dispensado pela equipe em junho de 2013, após ser preso pelo assassinato de Lloyd.

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade