Clique e assine a partir de 9,90/mês

Neymar volta a treinar e pode jogar decisão do Espanhol

Escalação do craque brasileiro ganha força, segundo imprensa espanhola

Por Da Redação - 15 Maio 2014, 11h52

Neymar pode ser a novidade do Barcelona para a partida decisiva contra o Atlético de Madri, na última rodada do Campeonato Espanhol – se vencer no sábado, o Barça será campeão. Nesta quinta-feira, o atacante brasileiro retornou aos treinamentos com o restante do grupo, pouco menos de um mês após sofrer uma lesão no pé esquerdo. Neymar correu no gramado do CT Joan Gamper e se colocou à disposição do treinador Tata Martino para participar da última partida da temporada. Ele não atua desde o dia 16 de abril, quando sofreu um edema no quarto metatarso do pé esquerdo, na derrota por 2 a 1 para o Real Madrid, na final da Copa do Rei.

Leia também:

Liga Europa: Sevilla bate Benfica nos pênaltis e é campeão

Diego Costa sofre lesão e preocupa Atlético de Madri

Continua após a publicidade

Messi se irrita com imprensa: “Quase tudo mentira”

Desde então, Neymar realizou fisioterapia intensiva e treinou sempre à margem do grupo, que reconquistou a chance de salvar a temporada com o título nacional. De acordo com o planejamento anterior, o brasileiro deveria ser preservado por mais uma semana, mas, pela importância do duelo contra o Atlético, o clube catalão pode acelerar seu retorno. A possibilidade de ver Neymar em ação animou até o treinador da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari. “Não só quero que joguem, como também desejo que sejam campeões. Isso vai aumentar o moral deles, a autoestima, e a Seleção Brasileira só tem a ganhar. Além de fazer com que se apresentem em ritmo normal de jogo”, garantiu o comandante ao site oficial da CBF, falando de Neymar e de Daniel Alves.

Também em fase de recuperação, o zagueiro Gerard Piqué e o lateral Jordi Alba não treinaram com o restante do grupo, mas ainda são dúvidas para a decisão. O tão aguardado jogo acontece no próximo sábado, no Camp Nou, às 13h (horário de Brasília). Qualquer resultado que não a vitória do Barça dará o título ao Atlético de Madri.

Cria das categorias de base do Barcelona, Puyol foi o capitão da equipe em sua fase mais gloriosa
Cria das categorias de base do Barcelona, Puyol foi o capitão da equipe em sua fase mais gloriosa VEJA

Homenagens – Em Barcelona, o centro das atenções nesta quinta-feira foi o zagueiro Carles Puyol. O jogador de 36 anos já havia anunciado sua aposentadoria para o final da temporada e recebeu homenagens da diretoria e de seus companheiros na sede do clube. Formado em La Masia, as categorias de base do clube catalão, Puyol foi o capitão da era mais gloriosa do clube. No elenco principal de 2001, o cabeludo defensor venceu três Liga dos Campeões, dois Mundiais de Clubes e seis campeonatos espanhóis, entre outros títulos. Novo dono da faixa de capitão, o meia Xavi foi o mestre de cerimônias da despedida de Puyol e não poupou elogios ao amigo. “‘Puyi’ é o cara mais profissional com quem compartilhei um vestiário. Obrigado por tudo que nos deu, por tua coragem, valentia e sacrifício”, disse, visivelmente emocionado.

Continua após a publicidade

Ainda com problemas no joelho, que o perseguiram nos últimos anos, Puyol já avisou que não irá jogar a decisão do espanhol. Apesar disso, o Barcelona já organizou diversas homenagens ao jogador em suas redes sociais e contou com a participação dos atletas para divulgá-las. Ao final da cerimônia, Puyol agradeceu ao carinho de todos e disse ter “dado tudo pelo Barcelona e pelo futebol”. Ele também foi campeão mundial pela seleção espanhola, em 2010.

Publicidade