Clique e assine com 88% de desconto

Neymar usa a TV para se defender de denúncia de sonegação de impostos

Jogador do Barcelona e seu pai se pronunciaram pela primeira vez sobre o caso neste domingo

Por Da Redação - 1 fev 2016, 09h25

Após serem denunciados pelo Ministério Público Federal, Neymar e seu pai se pronunciaram neste domingo pela primeira vez sobre o caso revelado por VEJA na edição desta semana. Eles são acusados de sonegação de impostos e falsidade ideológica por supostas irregularidades nos contratos da transferência do craque do Santos para o Barcelona em 2013. Em entrevista à Rede Globo, no programa do Fantástico, eles contestaram e negaram as acusações.

O atacante falou pouco, mas se mostrou chateado com toda a situação: “Meu pai faz tudo para que eu só jogue bola. Dos negócios ele cuida. Só que a partir do momento em que você vê a pessoa que ama sofrendo com isso começa a doer. Quando mexe na família, começa a doer. Antes de falarem besteira e que sonegamos impostos, que provem então”, declarou o craque do Barcelona.

A última edição de VEJA, publicada no sábado, trouxe informações exclusivas sobre a denúncia do procurador Thiago Lacerda Nobre. O jogador é acusado de receber a maior parte de seus ganhos por empresas de fachada para pagar menos impostos. A Procuradoria – que também denunciou o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e seu antecessor, Sandro Rosell – não descarta os indícios de pelo menos 15 contratos falsificados. Quando os acordos foram firmados, as empresas do pai, que cuida da carreira do atacante, ainda não existiam, mas seus CNPJs estavam nos documentos, o que, de acordo com a Procuradoria, indica que os papéis foram adulterados.

“O procurador que fez a denúncia deve estar procurando holofotes, mas não vai achar porque não fizemos nada de errado. Queremos que a Justiça consiga esclarecer logo tudo isso, porque estamos cansados”, disse Neymar da Silva Santos, pai do craque.

Publicidade

O MPF também disse que o número de funcionários das empresas não condiz com o montante de dinheiro que é movimentado. No entanto, o pai de Neymar negou a imcompatibilidade: “No começo, o Santos era a única fonte pagadora do Neymar, eu podia cuidar sozinho da gestão da carreira dele. Mas hoje temos mais de 170 funcionários no Brasil, todos em regime de CLT. A gente fatura 70 milhões de reais só com a imagem do Neymar e todo o dinheiro vai para o Brasil. Pagamos todos os impostos e não temos nenhum problema em pagar.

Depoimento – Nesta terça-feira, Neymar e seu pai serão ouvidos por um juiz em Madri como parte da investigação feita na Espanha sobre as suspeitas de irregularidade na negociação que o levou ao Barcelona. E o pai do craque disse estar tranquilo. “Vamos ser ouvidos para falar dos fatos da transação, não há problema nenhum. Se tivermos cometido algum erro tributário, que nos digam. Mas nos acusar de sonegação fiscal e adulterar documentos aí já é passar dos limites”.

Neymar da Silva Santos (à esq.) com o filho, Neymar
Neymar da Silva Santos (à esq.) com o filho, Neymar VEJA

Leia também:

Depoimento à Justiça espanhola pode tirar Neymar de jogo decisivo

Publicidade

Pai de Neymar critica ação do Santos na Fifa: ‘Hipocrisia’

Laor vence depressão, mas não cura mágoa: ‘Me senti traído por Neymar’

Pai de Neymar diz que problemas com o fisco podem tirar o atacante do Barcelona

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade