Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neymar separou briga entre Messi e técnico, diz jornal

Brasileiro teria tentado acalmar o amigo argentino no episódio que iniciou a crise instaurada no Barcelona nesta semana

Neymar e Messi durante treino do Barcelona Neymar e Messi durante treino do Barcelona

Neymar e Messi durante treino do Barcelona (/)

Aos poucos, a imprensa espanhola vai descobrindo novos detalhes sobre a crise que abateu o Barcelona nos últimos dias. Nesta quarta-feira, o diário Marca revelou que o brasileiro Neymar tentou conter Lionel Messi no primeiro capítulo desta novela, uma discussão entre o craque argentino e o treinador Luis Enrique. O episódio ocorreu na última sexta-feira, na reapresentação dos atletas após as folgas de fim de ano. Messi teria ficado indignado com a não marcação de uma falta por parte de Luis Enrique, que fazia as vezes de árbitro de um treino. Ao final da atividade, Messi foi tirar satisfações com o treinador pelo lance, quando Neymar apareceu para acalmar o amigo, de acordo com o Marca.

Leia também:

Messi, um gênio mimado

A briga no treino de sexta-feira teve graves consequências nos dias seguintes. No domingo, Luis Enrique decidiu deixar Messi e Neymar no banco de reservas, alegando que os sul-americanos estavam cansados da viagem de volta à Europa. Os dois entraram no segundo tempo e não evitaram a derrota por 1 a 0 para a Real Sociedad, que impediu que o time alcançasse a liderança do campeonato espanhol. Na segunda-feira, o caos tomou conta do Camp Nou: Messi faltou em um treino festivo alegando uma crise de gastroenterite.

Leia também:

Em crise no Barcelona, Messi começa a seguir o Chelsea no Instagram​

Crise no Barcelona? Messi não treina e diretor é demitido

Com Neymar assediado e Messi ausente, Barça abre treino

Neymar e Messi começam no banco. E o Barça perde

De acordo com o jornal Sport, Luis Enrique não acreditou na doença e tinha intenção de punir Messi. Horas depois, o presidente Josep Maria Bartomeu demitiu o diretor de futebol Andoni Zubizarreta. O ex-zagueiro Carles Puyol também renunciou a um cargo na diretoria, em apoio a Zubizarreta. No mesmo dia, Messi começou a seguir o perfil do Chelsea no Instagram, aumentando ainda mais os rumores de uma possível ida do atacante para o clube inglês, declaradamente disposto a tirá-lo do Barça.

Esta quarta-feira deve reservar novidades na equipe catalã. Pela manhã, Messi, recuperado da gastroenterite, participou de um treino fechado e comandado por Luis Enrique. O treinador irá conceder entrevista coletiva, assim como o presidente Bartomeu, que irá explicar os motivos da demissão de Zubizarreta. De acordo com vários jornais da Espanha, os líderes do elenco, Xavi Hernández e Andrés Iniesta, tentarão conversar com Messi e Luis Enrique para reestabelecer a paz na equipe, que ocupa a segunda posição na liga espanhola, com 38 pontos, um a menos que o líder Real Madrid.

Messi, jogador do Barcelona, durante partida entre Real Zaragoza e Barcelona, em 2006 Messi, jogador do Barcelona, durante partida entre Real Zaragoza e Barcelona, em 2006

Messi, jogador do Barcelona, durante partida entre Real Zaragoza e Barcelona, em 2006 (/)


Messi cumprimenta Guardiola na despedida do treinador Messi cumprimenta Guardiola na despedida do treinador

Messi cumprimenta Guardiola na despedida do treinador (/)


Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic em treino do Barcelona em 2010 Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic em treino do Barcelona em 2010

Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic em treino do Barcelona em 2010 (/)


Lionel Messi ficou no banco do Barcelona na derrota por 1 a 0 para a Real Sociedad Lionel Messi ficou no banco do Barcelona na derrota por 1 a 0 para a Real Sociedad

Lionel Messi ficou no banco do Barcelona na derrota por 1 a 0 para a Real Sociedad (/)


Messi no empate entre Barcelona e Levante, em Valência Messi no empate entre Barcelona e Levante, em Valência

Messi no empate entre Barcelona e Levante, em Valência (/)


http://www.youtube.com/embed/z8ovGQxV9As?rel=0
2014: sem paciência para crianças

Na condição de um dos maiores da história, Messi está acostumado a conceder autógrafos e tirar fotos por qualquer lugar que passe. No entanto, nem sempre o craque está disposto a ser simpático – ou ao menos não está sempre atento. Durante a Copa do Mundo no Brasil, uma imagem de Messi ignorando uma criança que lhe estendeu a mão no Maracanã foi bastante comentada. Ele se defendeu, dizendo que não notou a aproximação do garoto. Atitudes semelhantes já foram flagradas em partidas na Espanha. 

Messi passou a seguir o Chelsea no Instagram justamente no dia em que a crise estourou no Barcelona Messi passou a seguir o Chelsea no Instagram justamente no dia em que a crise estourou no Barcelona

Messi passou a seguir o Chelsea no Instagram justamente no dia em que a crise estourou no Barcelona (/)