Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neymar sai nos braços do povo, mas evita imprensa novamente

Atacante brilhou na goleada por 6 a 0 sobre Honduras e deixou o Maracanã ovacionado, mas em silêncio

Neymar confirmou sua redenção na Rio-2016 com uma excepcional atuação na goleada por 6 a 0 sobre Honduras esta quarta-feira. Autor de dois gols, entre eles o mais rápido da história das Olimpíadas (14 segundos), o camisa 10 ainda distribuiu dribles e assistências e deixou o Maracanã ovacionado pela torcida, que gritou seu nome desde o aquecimento. A canção “Marta é melhor que o Neymar” e as contestações ficaram para trás  – ao contrário da má vontade do craque com a imprensa. Assim como na última partida em São Paulo, Neymar deixou o estádio sorridente, mas se negou a dar entrevistas.

A relação de Neymar com os jornalistas é conturbada desde a preparação para os Jogos na Granja Comary, em Teresópolis. O jogador do Barcelona se irritou com uma pergunta, a qual chamou de “maldosa”, sobre seu comprometimento com a seleção. Na Rio-2016,  demonstrou irritação na zona mista do Mané Garrincha após o empate na estreia, diante da África do Sul.

Leia também:
Recados a Argentina e Alemanha: o deboche da torcida no Maracanã
O jogo virou: futebol agora é motivo de orgulho na Rio-2016
Futebol feminino dá lição de fair play
Neymar, Globo, Ronaldo e o conflito de interesses

No segundo jogo, novo empate em 0 a 0 contra o Iraque, Neymar se negou a falar, o que provocou duras críticas do narrador Galvão Bueno, da Rede Globo, e a reacendeu as discussões sobre seu papel de líder do grupo. Visivelmente magoado, o capitão voltou a falar na vitória por 4 a 0 sobre a Dinamarca. Novamente citou “declarações maldosas” e disse que se sentia honrado em ser comparado a Marta.

A partir daí, Neymar começou a jogar mais e falar menos (ou melhor, nada). Foi destaque contra a Colômbia, no Itaquerão, e, bastante sorridente, disse que não falaria pois o ônibus estava para sair. Nesta quarta, repetiu a estratégia de ser o último a falar e passou batido. Um humorista presente iniciou uma vaia e recebeu o apoio de jornalistas estrangeiros que foram ao Maracanã para ouvir a estrela mundial.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Contra Honduras kkkkkk é mole. Quero ver jogar contra time de verdade. #TchauNeymala

    Curtir

  2. Luiz Pereira

    O problema é esse, o que mais estraga o Neymar é essa bajulação, o cara fez dois jogos bons porque alguem tá fazendo ele ver que futebol é um esporte coletivo, tá soltando mais a bola, não o ideal ainda, “excepcional atuação” é muita forçação de barra, ale´m do mais, se tiver alguem jogando acima da média na seleção, esse é o Luan, o menos badalado do meio campo e ataque, que desde que entrou a seleção mudou de patamar, começou a ganhar e a jogar bem.

    Curtir