Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Neymar, Ronaldinho, Xavi e mais: os craques que jogaram o Mundial Sub-17

A competição, sediada neste ano pelo Brasil, revelou grandes talentos do futebol em seus mais de 30 anos de existência

Por Da Redação - 8 nov 2019, 17h34

A Copa do Mundo Sub-17, sediada neste ano pelo Brasil, chega às quartas de final no próximo domingo, dia 10. A seleção brasileira é uma das favoritas ao título e conta com talentosos jogadores no elenco, como o atacante Talles Magno, do Vasco, que sofreu uma lesão na coxa nas oitavas de final. O histórico prova que o torneio reúne, em pouco mais de 30 anos, futuros craques do esporte.

Dentre os talentos revelados no Mundial Sub-17, se destacam os brasileiros Ronaldinho Gaúcho, campeão em 1997, Adriano, campeão em 1999, e, há 10 anos, Neymar representou a seleção, que não passou da fase de grupos. No título de 2003, o destaque do Brasil foi o atacante Evandro Roncatto, eleito o Bola de Prata da competição, mas que não teve tanto sucesso posteriormente.

O Brasil, porém, só teve dois jogadores premiados com a Bola de Ouro do Mundial Sub-17. Na primeira edição, em 1985, na China, o meia William, campeão brasileiro pelo Vasco em 1989, foi eleito o melhor jogador da competição. Em 2005, foi a vez do volante Anderson, campeão da Liga dos Campeões pelo Manchester United em 2008, levantar a taça de melhor jogador.

Prodígios também participaram do torneio representando outros países, como os campeões mundiais Gianluigi Buffon, ídolo da Juventus e Itália, Xavi Hernández, ídolo de Barcelona e Espanha, e Toni Kroos, que venceu a Copa com a Alemanha em 2014 e foi tricampeão da Champions League com o Real Madrid.

Publicidade

Os talentos que disputaram a Copa do Mundo Sub-17

Adriano (1999)

O atacante Adriano Imperador em jogo contra Gana, pelo Mundial Sub-17 Phil Walter/Getty Images

Adriano foi um dos mais talentosos centroavantes que já vestiu a camisa da seleção brasileira, pela qual levantou as taças da Copa América de 2004 e Copa das Confederações de 2005. Conhecido como “Imperador” pelo seu desempenho na Inter de Milão, ele foi campeão do Mundial Sub-17 de 1999, mas não balançou as redes.

Carlos Tevez (2001)

Carlos Tevez, atacante da seleção da Argentina Tony Marshall - PA Images/Getty Images

Ídolo do Boca Juniors, pelo qual conquistou três títulos da Copa Libertadores, Carlos Tevez participou do Mundial Sub-17 em 2001. O atacante marcou dois gols e foi eliminado nas semifinais pela França.

Publicidade

Francesco Totti (1993)

Francesco Totti, meia da seleção italiana Claudio Villa/Getty Images

Totti é um dos maiores ídolos da Roma, além de ter levantado a taça de campeão do mundo com a camisa da seleção italiana, em 2006, na Alemanha. O meia marcou um gol no Mundial Sub-17 de 1993, mas não conseguiu evitar a eliminação da Itália ainda na fase de grupos.

Gianluigi Buffon (1993)

Gianluigi Buffon, goleiro da seleção italiana Claudio Villa/Getty Images

Campeão mundial em 2006, o goleiro italiano Gianluigi Buffon, ainda em atividade pela Juventus, foi companheiro de Totti na seleção desde as categorias de base e também participou da frustrante campanha da equipe no Mundial Sub-17 de 1993.

Publicidade

Iker Casillas (1997)

Iker Casillas, goleiro da seleção espanhola Tony Marshall/EMPICS/Getty Images

Casillas se tornou um dos maiores ídolos do Real Madrid com três títulos de Champions pelo clube. O goleiro, campeão mundial com a Espanha em 2010, participou da boa campanha espanhola no Mundial Sub-17 de 1997, quando a equipe ficou no terceiro lugar.

Neymar (2009)

O atacante Neymar representando a seleção brasileira Sub-17 contra o México, pela Copa do Mundo de 2009 Jamie McDonald - FIFA/Getty Images

Um dos jogadores mais badalados da atualidade, o atacante do Paris Saint-Germain tem seu talento reconhecido desde cedo, e foi a grande estrela do Brasil no Mundial Sub-17 de 2009, mas balançou as redes apenas uma vez e não evitou a queda da seleção ainda na fase de grupos.

Publicidade

Ronaldinho Gaúcho (1997)

Ronaldinho Gaúcho em ação pela seleção brasileira Eduardo Knapp/Folhapress

Ronaldinho foi duas vezes eleito o melhor jogador do mundo, além de ter uma das mais vistosas salas de troféu entre jogadores de futebol. O meia, antes de suas grandes conquistas, foi campeão do Mundial Sub-17 de 1997, terminando o torneio com dois gols marcados.

Toni Kroos (2007)

O meia Toni Kroos, da Alemanha, em ação no Mundial Sub-17 de 2007 Chung Sung-Jun/Bongarts/Getty Images

Tricampeão da Champions pelo Real Madrid e campeão mundial pela seleção alemã em 2014, Toni Kroos foi o grande craque revelado no Mundial Sub-17 de 2007. O meia era o capitão do time e liderou a Alemanha ao terceiro lugar, marcando cinco gols no torneio.

Publicidade

Xavi (1997)

Xavi Hernández, meia da seleção espanhola Matthew Ashton/EMPICS/Getty Images

Xavi é um dos maiores ídolos do Barcelona, clube pelo qual conquistou todos os títulos possíveis. Na seleção espanhola, o volante levantou a taça de campeão do mundo em 2010. O talentoso jogador participou do Mundial Sub-17 de 1997 e liderou o time espanhol ao terceiro lugar.

Publicidade