Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Neymar renovará por 5 temporadas’, garante presidente do Barcelona

Josep Maria Bartomeu ainda admitiu que houve falhas no primeiro contrato do brasileiro, negociado em 2011, sem o conhecimento do Santos

Enquanto Neymar curte suas animadíssimas férias, seus representantes têm trabalhado bastante nesta janela de transferências da Europa. Nos últimos dias, diversos jornais do continente noticiaram que clubes como Manchester United, Paris Saint-Germain e Real Madrid estariam novamente dispostos a gastar uma fortuna para tirar o brasileiro do Barcelona. Nesta quinta-feira, no entanto, o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu, garantiu que Neymar renovará contrato até 2021.

“Nos próximos dias confirmaremos a renovação de Neymar para as próximas cinco temporadas. Ele nunca nos disse que quer sair, muito pelo contrário. Como será um contrato de longa duração, temos que fazer isso com muito cuidado”, disse Bartomeu em entrevista coletiva no Camp Nou para realizar um balanço financeiro da última temporada. O contrato atual de Neymar expira em julho de 2018.

Leia também:

Barcelona vai pagar R$ 21 milhões para encerrar ‘caso Neymar’

Procurador espanhol pede indiciamento de Neymar por corrupção

‘Neymar não pode ser exemplo para nossos filhos’, ataca diretor da DIS​ ​

Empresário diz ter sido traído por Neymar e seu pai em transferência para o Barcelona

Nesta semana, o diário Mundo Deportivo informou que o Manchester United, agora dirigido por José Mourinho fez uma proposta para “travar” a renovação de Neymar com o Barcelona. Ela seria maior que os 192 milhões de euros (692 milhões de reais pela cotação atual) oferecidos pelo próprio clube inglês na temporada passada.

Bartomeu disse nesta quinta que considera “normal” que grandes clubes façam propostas por Neymar e negou que tenha recebido ofertas do rival Real Madrid. Ele ainda defendeu o pai e agente do jogador, Neymar da Silva Santos, das acusações de estar realizando um “leilão” pelo filho. “O pai de Neymar não fez nenhuma chantagem com o clube. Nossos advogados estão apenas negociando uma renovação.”

Contrato – Bartomeu também foi questionado sobre a nebulosa contratação do craque brasileiro, oficializada em 2013. O presidente disse que os números globais da negociação envolvendo o Barcelona, o Santos, as empresas do pai de Neymar e o grupo DIS, serão revelados em detalhes nas próximas semanas, mas admitiu que houve falhas no contrato.

Bartomeu, que era o vice-presidente na época das negociações, disse que os diretores não são “especialistas em temas fiscais” e que houve erro de interpretação das leis espanhola e brasileira. O acordo foi feito diretamente com o pai de Neymar, ainda em 2011, sem o conhecimento do Santos.

“O Barcelona aceita que houve um erro de planificação fiscal do primeiro contrato de Neymar entre 2011 e 2013. É um tema cercado de incertezas. Consultamos vários assessores e catedráticos em economia, uns disseram que fizemos bem e outros não, há diferentes intepretações. A petição da Justiça era de 21 milhões de euros e no fim tivemos a chance de fechar o assunto com uma multa de 5 milhões. Decidimos aceitar essa decisão, totalmente empresarial, e reconhecer os erros”, disse.

O cartola garante, porém, que não se arrepende da contratação do brasileiro. “Claro que eu voltaria a contratar Neymar desta maneira. Não foi um desastre e ninguém criticou a contratação, mas há uma interpretação sobre 40 milhões de euros e é a única coisa que permaneceu sobre esse assunto.” Nesta quinta, Bartomeu disse que a contratação de Neymar foi fechada em 59.1 milhões de euros, mas, acrescida de bônus e outros pagamentos acertados, ultrapassou 100 milhões de euros.

O jogador Neymar e o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu

 (/)

(da redação)