Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Neymar relembra decepção de 2012 e se diz mais maduro

Atacante acredita que a final contra a Alemanha, em casa, é a melhor oportunidade possível para a seleção brasileira conquistar inédita medalha de ouro

Por da redação 19 ago 2016, 16h23

Prestes a disputar sua segunda final olímpica, Neymar quebrou o silêncio. O capitão da seleção brasileira, que tem evitado contato com os jornalistas, falou ao site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e relembrou os momentos vividos nos Jogos de Londres-2012, quando a equipe foi derrotada pelo México, na decisão. Em meio a brincadeiras, Neymar disse ter aprendido com os erros do passado e acredita que a final contra a Alemanha, neste sábado, no Maracanã, é a melhor oportunidade possível para conquistar o inédito ouro.

Leia também:
Micale quer distância do 7 a 1: ‘Não temos nada com isso’
Recados a Argentina e Alemanha: o deboche da torcida no Maracanã
Renato Augusto, o capitão sem faixa

Ao lado do amigo Felipe Anderson, com quem fez brincadeiras sobre as mudanças no visual, Neymar disse que amadureceu bastante em quatro anos. “Vou ter outra chance. Não vai ter outra oportunidade melhor que essa. Jogando em casa, já mais experiente, perto da família, amigos e da torcida brasileira.”

“A gente aprende em qualquer campeonato, treino ou jogo. O que aprendi em Londres é que a cada momento temos que estar ligados, um deslize pode acabar perdendo tudo. Foi o que aconteceu com a gente”, completou Neymar, que se disse como o vinho. “Quanto mais velho, melhor”.

Ainda em tom bem humorado, Neymar falou sobre seu momento de pouca interação com a imprensa. “Eu falava mais. Agora estou sendo mais direto, antes eu enrolava um pouco”, brincou. Abaixo, a entrevista de Neymar ao site da CBF:

 

Continua após a publicidade
Publicidade