Clique e assine com até 92% de desconto

Neymar rejeita pressão extra nas quartas, mas Lucas cobra atenção

Por Da Redação 1 ago 2012, 13h33

A campanha com sobras na primeira fase da Olimpíada será deixada para trás pela Seleção Brasileira. A partir de sábado, o time não terá qualquer vantagem na etapa de mata-mata, quando irá enfrentar o segundo colocado do grupo D. O certo é que a responsabilidade estará toda nos ombros dos brasileiros.

Ainda assim, o atacante Neymar indica que o grupo não deve mudar a postura em função do início da etapa eliminatória. ‘Não tem pressão a mais pelas quartas de final, não muda nada, vamos jogar o nosso futebol’, disse o camisa 11, em entrevista à TV Record.

Diante da Nova Zelândia, Lucas pôde sentir o gosto de atuar como titular da Seleção pela primeira vez. Apesar da facilidade nesta quarta-feira, ele aguarda uma realidade totalmente diferente a partir do sábado.

‘Não tem como negar, será outro espírito, temos que nos concentrar mais em busca do resultado para evitar surpresas’, afirmou o substituo de Hulk.

Aliás, Lucas promete ficar na expectativa por mais oportunidades na Seleção Brasileira. Ele demonstrou satisfação pelo desempenho contra a Nova Zelândia, na vitória mais fácil do time na primeira fase dos Jogos Olímpicos.

‘Fico contente de ter oportunidades, corri, ajudei a marcar, importante é conseguir os objetivos. Estou batalhando para conseguir chances, acho que ficou mais próximo’, opinou o são-paulino.

Continua após a publicidade
Publicidade