Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neymar, com vértebra fraturada, não jogará mais na Copa

Médico da seleção acompanha exame do craque em clínica de Fortaleza e avisa que o camisa 10 vai precisar de pelo menos quatro semanas para se recuperar

“Aí eu pergunto, não tem cartão amarelo nem nada? E o Thiago Silva, que está passando pela frente do goleiro, leva cartão?”, esbravejou Felipão, irritado com a jogada que tirou o craque do torneio

O Brasil vai enfrentar uma das maiores seleções do planeta – a única que também chegou a sete finais de Copa do Mundo – desfalcada de seu capitão e de seu melhor jogador. Contra a Alemanha, na terça-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte, a ausência de Thiago Silva já era certa: o zagueiro recebeu o seu segundo cartão amarelo no Mundial e está suspenso na semifinal. A presença de Neymar foi descartada logo depois: atingido nas costas pelo joelho do lateral Juan Camilo Zuñiga, no fim do segundo tempo das quartas de final contra a Colômbia, nesta sexta-feira, no Castelão, o camisa 10, que marcou quatro gols na competição está fora do Mundial. Ele foi levado à Clínica São Carlos, na Zona Norte de Fortaleza, para examinar a região da pancada. Foi constatada uma fratura na terceira vértebra lombar do atleta, lesão que exige de quatro a seis semanas de recuperação. Neymar chegou à clínica numa maca, chorando de dor e recebendo medicação intravenosa, acompanhado do médico da seleção, José Luiz Runco.

Leia também:

Zagueiros decidem e Brasil alcança a semi: 2 a 1, na raça

Neymar deixa o jogo chorando e vai direto para o hospital

Tensão, só no campo: torcida chega confiante ao Castelão​

Irmãos de Escobar homenageiam o zagueiro em Fortaleza

O técnico Luiz Felipe Scolari já dizia ser improvável o retorno do craque na partida da semana que vem. “Acho difícil ele jogar. Ele foi levado ao posto médico do estádio e depois acabou sendo transferido a uma clínica particular para passar por exames. Não será uma recuperação fácil. Pelo o que o doutor José Luiz Runco nos passou e pela dor que ele sentiu, preocupa demais. �Mas vamos esperar e torcer para que corra tudo bem”, afirmou o treinador, cerca de meia hora antes da confirmação da lesão. Felipão disse que não estava otimista, mas se agarrava ao perfil do atleta para tentar manter viva a esperança de que o atleta ficasse pronto para a semifinal. “Ele é jovem, tem uma vontade muito grande, se cuida. Talvez…” Felipão disse que o colombiano Zuñiga não teve maldade na jogada, mas reclamou do árbitro espanhol Carlos Velasco, que não advertiu o lateral no lance, ocorrido aos 41 minutos do segundo tempo.

“Aí eu pergunto, não tem cartão amarelo nem nada? E o Thiago Silva, que está passando pela frente do goleiro, leva cartão?”, comparou, citando o lance em que o zagueiro foi punido pelo espanhol. Felipão também mostrou irritação com o fato de uma jogada violenta ter tirado Neymar da Copa mesmo depois de tantos lances na competição em que o camisa 10 foi marcado de forma excessivamente dura. “A gente já sabia desde antes da Copa que ele seria caçado, mas ninguém aqui parecia dar muita importância a essa advertência nossa. Agora ficamos numa situação complicada, mas vamos encontrar um substituto entre os atletas que temos no grupo.” Scolari não deu nenhuma pista sobre quem poderia substituir o camisa 10 (as opções mais naturais são Willian e Bernard, que não tiveram grandes atuações) e Thiago Silva (os reservas são Dante e Henrique).