Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ney Franco se preocupa em não ser apenas o técnico dos jovens

Por Da Redação - 10 jul 2012, 09h03

Obcecado por ver seu elenco e o time titular quase totalmente composto por jogadores criados nas categorias de base do São Paulo, o presidente Juvenal Juvêncio viu Ney Franco como o homem ideal para comandar os profissionais. Mas o técnico que trabalhou na formação de atletas no Ipatinga e na Seleção Brasileira pede confiança para indicar contratações também.

‘Não quero que digam que o Ney vem para trabalhar com os jovens. Não podemos criar essas situação’, solicitou o treinador, pedindo diálogo para a busca de reforços necessários – embora a diretoria não abra mão, por enquanto, de sua política de vetar a participação de técnicos na busca por reforços.

‘Não quero que me tachem como um treinador que vai chegar aqui e criar situações para os jogadores de base jogarem. Temos elenco. Se acharmos uma carência em algum momento e não tivermos jogadores das categorias de base para atender, temos que entrar em consenso com a diretoria para trazer um atleta ou não’, afirmou Ney Franco que, ao ser apresentado, ouviu o vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes citar principalmente seu histórico em categorias de base.Seu passado como chefe de garotos será útil para rápida adaptação ao Tricolor. Além de Rhodolfo, no Atlético-PR, e Edson Silva, no Botafogo, o comandante orientou Bruno Uvini, Casemiro, Lucas, Willian José, Wellington, Henrique Miranda, Luiz Eduardo, João Felipe, Ademilson e Rodrigo Caio enquanto esteve à frente da Seleção Brasileira sub-20.

‘Conheço muito bem o elenco e já chego ao clube com a maioria dos atletas conhecendo a minha metodologia. Não terei dificuldade’, projetou, ressaltando que a dedicação será a mesma com qualquer um de seus comandados, sem privilégio a jogadores que tanto agradam Juvenal, vindo do Centro de Formação de Atletas (CFA) em Cotia.

Continua após a publicidade

‘Tem que estar atento o tempo todo. Hoje temos um elenco bom e começo a conhecer este elenco profundamente agora, quando começo a cumprir meu trabalho na sequência dos treinamentos. Meu pensamento é de, primeiramente, atender ao máximo de jogadores, sejam eles oriundos da base ou contratados’, prometeu.

Publicidade