Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Nem Messi salva o Barça: Bayern deu show e marcou 4 a 0

Thomas Müller, duas vezes, Mario Gómez e Robben fizeram os gols

Por Da Redação 23 abr 2013, 17h37

O Bayern de Munique aproveitou a vantagem de jogar em casa, no Allianz Arena, e surpreendeu ao golear o Barcelona por 4 a 0 no primeiro jogo das semifinais da Liga dos Campeões, nesta terça-feira. Os gols foram marcados por Thomas Müller, duas vezes, Mario Gómez e Robben. Mesmo com Lionel Messi em campo, recuperado de lesão, o Barcelona não conseguiu executar as jogadas e pouco perigo ofereceu ao gol dos alemães. A próxima partida será no Camp Nou, na Espanha, na quarta-feira, 1º de maio. O outro jogo da semifinal do torneio será entre Borussia Dortmund e Real Madrid, nesta quarta, às 15h45, em Westfalenstadion, na Alemanha.

Leia também:

Empresários ligados a Neymar se reúnem com presidente do Barcelona

Presidente do Barcelona elogia Neymar: ‘Ele é diferente’

Tido como exemplo de bom futebol, o Barcelona não sofria quatro gols em uma partida desde 2008, mas foi encurralado em um sistema tático mais forte e moderno que o seu. O Bayern de Munique abriu uma enorme vantagem para o jogo de volta e será difícil para os espanhóis superarem a vantagem e tirar os alemães da sua terceira final da Liga dos Campeões em quatro anos – em 2012, perderam para o Chelsea nos pênaltis.

Leia também:

Barcelona é o clube de futebol com mais fãs no Facebook

Continua após a publicidade

Guardiola, ex-Barcelona, quer levar Neymar para o Bayern

O primeiro gol da partida foi pelo alto. Ribéry cobrou escanteio pela esquerda, a bola cruzou a área e caiu nos pés de Robben, que cruzou de novo. Dante escorou de cabeça e Müller, nas costas de Piqué, mandou para o gol. O zagueiro brasileiro foi decisivo também para evitar o empate. Pouco depois, tirou dos pés de Messi o cruzamento certeiro de Pedro. O argentino, aliás, não estava em boas condições físicas. Sem ele, Iniesta ficou sem referência. Xavi era bem marcado e a conclusão disso tudo é que o Barcelona não assustava.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

No começo do segundo tempo, o Baryern de Munique ampliou o placar, em lance aparentemente irregular, novamente pelo alto. Robben cobrou escanteio, Müller escorou, aproveitando uma saída errada do goleiro Valdés, e Gomez marcou. Aos 27 minutos, Robben recebeu na direita da área, marcado por Jordi Alba, mas conseguiu desequilibrar o lateral. Müller fez uma parede, como os pivôs de basquete da NBA, mas o árbitro não marcou falta. Robben avançou e fez o terceiro gol. Menos de dez minutos depois, Ribéry apareceu pela esquerda e rolou para Müller marcar o quarto gol.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade