Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nelsinho Piquet admite que provocou acidente

O piloto brasileiro Nelsinho Piquet confirmou, em depoimento à Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que provocou o acidente em que se envolveu no Grande Prêmio de Cingapura do ano passado para favorecer seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso.

“Durante o GP de Cingapura, realizado no dia 28 de setembro de 2008, fui convidado pelo Sr. Flavio Briatore, que é tanto meu ‘manager’ quanto diretor da equipe Renault, e pelo Sr. Pat Symonds, diretor técnico da mesma equipe, a bater deliberadamente meu carro, a fim de influenciar positivamente o desempenho da Renault no evento em questão. Concordei com esta proposta e conduzi meu carro para acertar o muro, provocando um acidente entre as voltas 13 e 14”, disse o piloto em uma carta assinada divulgada nesta quinta-feira pelo site inglês F1SA.

Video

“Eu, intencionalmente, causei o acidente, perdendo o controle do carro pouco antes da curva. Para ter certeza de que provocaria a batida na volta certa, perguntei diversas vezes no rádio o número da volta, o que não faço normalmente”, continua o piloto.

De acordo com o dossiê elaborado pela FIA para investigar o acidente, Nelsinho foi orientado pelo chefe da equipe Renault, Flavio Briatore, e o engenheiro-chefe da escuderia francesa, Pat Symonds, a sacrificar sua prova em benefício de Alonso.

O piloto teria aceitado depor na condição de delação premiada, ou seja, com garantia de que não sofrerá punição. Nelsinho depôs na sede da FIA em Paris, no dia 30 de julho de 2009.