Clique e assine com até 92% de desconto

NBA: esloveno de 21 anos rouba a cena e quebra recordes nos playoffs

Em sua estreia na pós-temporada da liga, Luka Doncic lidera o Dallas Mavericks contra o favorito Los Angeles Clippers

Por Danilo Monteiro 24 ago 2020, 15h46

Luka Doncic é a mistura de Larry Bird com Magic Johnson”, definiu o ex-jogador e ex-treinador Mark Jackson, hoje comentarista, durante jogo do Dallas Mavericks. Pode soar como um exagero compará-lo a duas das maiores lendas do basquete, mas o ex-treinador de Stephen Curry no Golden State Warriors tem propriedade para falar. Em sua visão, o armador esloveno de apenas 21 anos, o grande protagonista da primeira rodada dos playoffs da NBA, combina a visão de jogo e passes de efeito de Magic com o talento ofensivo e até mesmo a aparente lentidão de Bird.

A vitória surpreendente dos Mavericks sobre o Los Angeles Clippers no último domingo foi mais uma prova de que Doncic tem um talento acima da média. Perdendo por um ponto na prorrogação, o armador recebeu a bola com apenas 3,7 segundos, tempo suficiente para fintar o marcador, dar um passo para trás e converter um longo tiro de três pontos que deu a vitória para o Dallas contra o segundo colocado da conferência oeste e favorito ao título da liga.

A cesta da vitória, que empatou a série em 2 a 2 coroou uma atuação histórica. Foram 43 pontos, 17 rebotes e 13 assistências para Luka Doncic, que se igualou a Charles Barkley e Oscar Roberson como os únicos a anotar um triplo-duplo com no mínimo 40 pontos, 15 rebotes e 10 assistências em um jogo de playoff. A vitória dos Mavericks, apenas o 7º colocado no oeste, foi ainda mais impressionante pela ausência do ala-pivô Kristaps Porzingis, autor de 20 pontos e nove rebotes por jogo na temporada.

  •  

    O jovem Doncic já havia anotado 42 pontos na semana passada, estabelecendo o recorde de pontos de um estreante na pós-temporada. O esloveno já costumava bater marcas históricas no Real Madrid, clube pelo qual foi formado. Ele nasceu em Liubliana, capital da Eslovênia, mas se mudou para a Espanha em 2012, com 13 anos, para jogar na base do time espanhol. Sempre tratado como um fenômeno para sua idade, Doncic estreou como profissional quando tinha apenas 16 anos e se tornou o mais jovem a estrear pelo Real.

    Luka Doncic comemora o título da liga espanhola de basquete pelo Real Madrid em 2018 Peter Sabok/NurPhoto/Coolmedia/Getty Images

    A passagem pelo Real Madrid, inclusive, é um dos motivos para o armador não se intimidar com os playoffs da NBA. Luka Doncic foi campeão o Campeonato Espanhol em 2015, 2016 e 2018, mas o principal triunfo foi a conquista da Euroliga, o segundo torneio mais forte do mundo – atrás somente da NBA -, em 2018. Naquele ano, o craque de 19 anos se tornou o mais jovem jogador a vencer o prêmio de MVP (jogador mais valioso) da Liga Espanhola e da Euroliga. A partida para os Estados Unidos era iminente após a temporada brilhante.

    Diferentemente dos outros novatos de sua classe, Doncic chegou na NBA como um jogador pronto para liderar sua equipe nos playoffs. Se na primeira temporada, sua média era de 21 pontos, oito rebotes e seis assistências, a segunda tem sido ainda mais fora de série para alguém desta idade. O esloveno tem 29 pontos, oito rebotes e sete assistências por partida nesta temporada, números dignos de um MVP, mas as atuações contra um time superior nos playoffs só provam que Doncic pode ir muito além e marcar seu nome como um dos melhores da história.

    Continua após a publicidade
    Publicidade