Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Náutico perde do Boa, mas resultados garantem retorno à elite do Brasileiro

Por Da Redação 19 nov 2011, 18h00

Em jogo muito brigado, o Náutico lutou até o fim, mas acabou derrotado por 2 a 1 pelo Boa na tarde deste sábado, em Varginha. Os gols foram marcados por Valdo e Marques para os donos da casa, enquanto Kieza descontou. Mesmo com o revés, os pernambucanos consagram a campanha na temporada e garantem presença na elite do futebol brasileiro.

A equipe alcançou os 63 pontos, abrindo seis de vantagem sobre o quinto colocado, o rival Sport, e já não pode mais ser alcançada pelo quinto colocado. Já o Boa fica com 56, na oitava posição, e depende de uma combinação enorme de resultados para subir.

Na próxima e última rodada do torneio, os mineiros cumprem tabela diante do lanterna Duque de Caxias, enquanto os alvirrubros fazem a festa pelo acesso contra a Ponte Preta, nos Aflitos.O Jogo – A partida começou nervosa em Varginha, com dois amarelos sendo distribuídos em apenas sete minutos de jogo. Mas, no primeiro lance de real perigo para ambos os lados, o time da casa conseguiu abrir o placar.

Carlos Magno foi lançado na ponta direita e cruzou para a área. A bola passou sem ser desviada por ninguém até aparecer o pé de Valdo, que tocou firme para as redes e abriu o placar.

Os pernambucanos, porém, não se assustaram, e logo conseguiram o empate. Kieza, sempre ele, o artilheiro da Série B, recebeu na área, matou no peito e, quase sem ângulo, bateu firme para marcar um belo gol em Varginha, o seu 21na competição.

Até o final do primeiro tempo, os anfitriões quase conseguiram o segundo gol. Na melhor oportunidade, Claudinei subiu mais alto que a defesa e testou firme, mas Gideão, quase em cima da linha, praticou bela defesa.

Na segunda etapa, o Timbu voltou disposto a segurar o ritmo eletrizante dos primeiros 45 minutos. Depois dos 20, no entanto, os visitantes adiantaram a marcação e passaram a controlar mais a posse de bola.

Aos 41, porém, uma confusão deu a vitória aos mineiros. Maruqes pegou sobra após bola mal afastada e bateu fraco, mas contou com trapalhada de Gideão para marcar. Nada que diminuísse a alegria pernambucana, de volta à elite após um hiato de dois anos na segunda divisão nacional.

Continua após a publicidade

Publicidade