Clique e assine com 88% de desconto

Náutico impõe segunda derrota seguida ao Botafogo no Brasileiro

Por Da Redação - 10 jun 2012, 20h42

O Náutico derrotou o Botafogo por 3 a 2 em partida disputada na noite deste domingo, nos Aflitos. O jogo foi repleto de alternativas porque o time pernambucano chegou a abrir dois a zero, permitiu a reação do adversário mas acabou marcando o terceiro gol que garantiu a primeira vitória do time dirigido por Alexandre Gallo no Campeonato Brasileiro.

O Botafogo sofreu a segunda derrota seguida. Agora o Náutico é o 13colocado com quatro pontos ganhos enquanto o Alvinegro carioca segue com seis pontos, na sexta posição.

O resultado fez justiça ao melhor desempenho da equipe pernambucana na maior parte do jogo enquanto o Botafogo nunca chegou a mostrar um grande futebol, mostrando mais espírito de luta do que técnica.Na próxima rodada, o Náutico receberá o Grêmio nos Aflitos enquanto o Botafogo vai enfrentar o Internacional no Beira Rio.

O Jogo -O Náutico começou a partida no ataque. Apoiado pela grande torcida presente aos Aflitos, o time dirigido por Alexandre Gallo tentou impor seu ritmo de jogo, enquanto o Botafogo tentava controlar o ímpeto do adversário e sair com a bola dominada para o ataque. A equipe carioca criou a primeira jogada de perigo aos cinco minutos quando Herrera recebeu em profundidade e tentou encobrir o goleiro Felipe que fez grande defesa.

Publicidade

Aos 17 minutos, o Náutico marcou o primeiro gol. O atacante Araújo recebeu na grande área, se livrou de Lucas e bateu sem chances para o goleiro Milton Raphael. A vantagem animou a equipe da casa que quase marcou o segundo aos 23 minutos em chute forte de Souza que passou muito perto da trave alvinegra. O Botafogo não conseguia ser objetivo, mostrando muita troca de passes no meio campo.

O time carioca só voltou a incomodar aos 25 minutos quando após cobrança de escanteio, Fábio Ferreira cabeceou para boa defesa de Felipe. O Botafogo mostrava nervosismo e pouca objetividade. Herrera, muito isolado, quase não tocava na bola.

Aos 33 minutos, o Náutico ampliou. Rhayner recebeu a bola pela direita, invadiu a área e chutou cruzado, A bola passou por Araújo mas Lúcio vinha acompanhando o lance e mandou para o fundo das redes.

O Botafogo, sem outra alternativa, partiu de forma desesperada para tentar descontar a vantagem da equipe pernambucana. E quase conseguiu anotar o primeiro gol aos 40 minutos quando Maicosuel levantou a bola na área em cobrança de falta e Brinner cabeceou no canto mas o goleiro Felipe salvou com os pés. Aos 44 foi a vez de Herrera encher o pé e obrigar Felipe a praticar outra boa intervenção.

Publicidade

O Botafogo voltou com Elkeson no lugar de Andrezinho e maior disposição ofensiva enquanto o Náutico tentava aproveitar os avanços alvinegros para tentar surpreender a equipe carioca em lançamentos para Araújo.

Aos três minutos, o time de General Severiano marcou o primeiro gol. Lucas penetrou pela lateral direita e cruzou para a entrada fulminante de Márcio Azevedo que tocou sem defesa para Felipe.

O gol animou a equipe carioca que adiantou seu meio campo e aos seis minutos, numa saída de bola errada do Náutico, Elkeson tentou entrar na área e foi derrubado por Márcio Rosário que já tinha sido advertido com o cartão amarelo no primeiro tempo e foi excluído da partidam deixando a equipe pernambucana com dez jogadores. Foi a segunda expulsão de Márcio Rosário neste início de competição.

Gallo trocou o meia Souza pelo zagueiro César Marques e passou a se defender para manter o resultado mas aos 13 minutos o Botafogo chegou ao empate. Elkeson cobrou falta na área e Fábio Ferreira dividiu com César Marques pelo alto. A bola desviou na cabeça de César Marques e entrou no canto esquerdo de Felipe mas o árbitro confirmou o gol para Fábio Ferreira.

Publicidade

A igualdade animou o time carioca que quase desempatou aos 15 em chute forte de Renato que Felipe desviou para escanteio. O goleiro do time pernambucano voltou a salvar sua equipe aos 17 minutos quando Herrera colocou Maicosuel livre na área e o chute do atacante foi defendido pelo goleiro.

O time da casa não conseguia mais se arrumar em campo e apenas tentava resistir à pressão cada vez maior do Botafogo. Araújo e Rhayner quase não recebiam passes e estavam mais preocupados em tentar impedir o avanço dos zagueiros adversários do que em atacar. Só aos 24 minutos é que o Náutico voltou a incomodar a defesa alvinegra e o goleiro Milton Raphael teve que intervir para cortar um cruzamento perigoso de Lúcio.

O Botafogo trocou o volante Jadson pelo meia Cidinho. O lance animou a equipe pernambucana que passou a equilibrar a partida. Aos 32 minutos, o Botafogo também ficou com dez jogadores. Márcio Azevedo atingiu Araújo em disputa de bola e acabou recebendo cartão vermelho.

Aos 37 minutos, o Náutico marcou o terceiro gol. Lúcio mandou pelo alto, Romero cabeceou e Vítor Júnior errou ao tentar recuar de cabeça e deixou a bola nos pés de Derley que passou pelo goleiro Milton Raphael e bateu para o gol vazio.

Publicidade

Depois do gol, o Náutico só se preocupou em administrar a vantagem até o final da partida.

Publicidade