Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Natação: sul-africana se emociona com ouro e 1º recorde mundial em Tóquio

Tatjana Schoenmaker venceu a prova de 200 metros peito feminino; na semifinal dos 100 m borboleta, americano Caeleb Dressel bateu recorde olímpico

Por Da Redação 29 jul 2021, 23h43

A nadadora sul-africana Tatjana Schoenmaker conquistou a medalha de ouro nos 200 metros peito feminino e, de quebra, estabeleceu o primeiro recorde mundial individual da natação nos Jogos de Tóquio. Na noite desta sexta-feira, ela completou a prova em 2min18s95, se emocionou e foi abraçada imediatamente pelas colegas das raias ao lado. Completaram o pódio americanas Ily King (2min19s92) e Annie Lazor (2min20s84)

Tatjana Schoenmaker, de 24 anos, tornou-se a primeira mulher a nadar os 200 metros peito na casa dos 1min18, superando a marca de 2min19s11 estabelecida oela dinamarquesa Rikke Moller Pederson no Mundial de Barcelona, em 2013. A atleta sul-africana voltou a se emocionar no pódio.

Tatjana Schoenmaker se emocionou no pódio em Tóquio
Tatjana Schoenmaker se emocionou no pódio em Tóquio Jonathan NACKSTRAND/AFP

Recordes olímpicos também foram estabelecidos nesta noite. O americano Caeleb Dressel e o húngaro Kristof Milak brilharam em chaves separadas das semifinais dos 100m borboleta. Dressel avançou à final com a melhor marca da história dos Jogos (49s71), superando a marca estabelecida por Milak na bateria anterior, de 50s31. O russo Evgeny Rylov também bateu um recorde olímpico ao faturar a medalha de ouro nos 200m costas com o tempo de 1min53s27.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade