Clique e assine com até 92% de desconto

Natação: Etiene Medeiros faz história e é campeã mundial

Nadadora brasileira fez a melhor marca de sua vida e venceu atleta chinesa por um centésimo na prova de 50m costas do Mundial de Budapeste

Por Da redação Atualizado em 27 jul 2017, 18h15 - Publicado em 27 jul 2017, 13h22

A nadadora pernambucana Etiene Medeiros faturou uma histórica medalha de ouro no Mundial de Natação, em Budapeste, na Hungria, nesta quinta-feira. Em uma disputa muito apertada com Yuanhui Fu, a pernambucana venceu a prova dos 50m costas ao marcar o tempo de 27s14. A chinesa bateu com apenas 0s01 de diferença. A bielorrussa Aliaksandra Herasimenia completou o pódio, ao chegar em 27s23.

Etiene, que já havia se classificado em primeiro na semifinal, voltou a bater a melhor marca de sua carreira e o recorde recorde sul-americano. A atleta de 26 anos ainda se tornou a primeira mulher brasileira a vencer um mundial de piscina longa. Ela já tinha uma prata no Mundial de Kazan, na Rússia, em 2015, além de três ouros, uma prata e um bronze em mundiais de piscina curta.

  • “Que prova! Foi uma temporada diferente, estava relaxada desde o início do ano. Fiquei um pouco nervosa na hora, mas foi engraçado, que todas as nadadoras me desejavam boa sorte. Estou muito feliz! Foi por pouco, ela (Yuanhui Fu) é uma ótima adversária. Muito obrigado mesmo”, afirmou a atleta do Sesi-SP ao SporTV logo após deixar a piscina.

    Antes do ouro de Etiene, a natação do Brasil já havia faturado seis medalhas no Mundial: três na maratona aquática com Ana Marcela Cunha, ouro nos 25km e bronze nos 5km e nos 10km e mais três pratas, no revezamento 4×100 metros livre e com Nicholas Santos nos 50m borboleta e com João Gomes Júnior nos 50 m peito.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade