Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Naomi Osaka vence o Aberto da Austrália, seu quarto Grand Slam

Tenista japonesa de 23 anos bateu a americana Jennifer Brady com facilidade, em pouco mais de uma hora de jogo em Melbourne

Por Da Redação 20 fev 2021, 15h58

A tenista japonesa Naomi Osaka despachou a americana Jennifer Brady em apenas 1h17min de jogo e faturou o bicampeonato do Aberto da Austrália na manhã deste sábado, 20, em Melbourne. O quarto título de Grand Slam (como são chamados os quatro principais torneios do circuito de tênis) da atual número 3 do ranking da WTA veio com uma vitória tranquila sobre a 24ª do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3.

Osaka, que na semifinal eliminou sua maior referência, Serena Williams, se consolida assim como uma das estrelas do tênis na atualidade. Aos 23 anos, já acumula dois títulos do Aberto da Austrália (2019 e 2021) e  dois do Us Open (2018 e 2020). Com a conquista, ela ganhará uma posição no ranking e ficará atrás apenas da líder Ashleigh Barty. A vice-campeã Jennifer Brady saltará da 24ª para a 13ª.

Osaka, que no ano passado se destacou também por discursos engajados contra o racismo, segue em busca de um recorde histórico. Ela venceu todas as suas primeiras quatro finais de Grand Slam. Em toda a chamada Era Aberta do tênis (desde 1968), entre homens e mulheres, os únicos  superar o feito foram o suíço Roger Federer (sete finais seguidas sem derrota) e a ex-tenista americana Monica Seles (seis).

  • “Me sinto privilegiada por jogar um Grand Slam, é algo que sempre vou valorizar”, disse a atleta, filha de mãe japonesa e pai haitiano, ainda na quadra principal do Australian Open, que teve a presença de 7.381 pessoas, cumprindo todas as normas sanitárias. 

    Ainda neste sábado, o americano Rajeev Ram e a checa Barbora Krejcikova se tornaram bicampeões do torneio de duplas mistas ao vencer os australianos Sam Stosur e Matt Ebden por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4.

    Continua após a publicidade
    Publicidade