Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nadal vence e tem duelo marcado com Federer na Austrália

O espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer avançaram nesta terça-feira para as semifinais do Aberto da Austrália, na qual se enfrentarão para um duelo que promete ser explosivo.

Nadal sofreu para derrotar de virada o tcheco Tomas Berdych (N.7) em quatro sets, com parciais de 6-7 (5/7), 7-6 (8/6), 6-4, 6-3, após uma luta acirrada de 4 horas e 16 minutos.

Já Federer brilhou na sua milésima partida como profissional ao superar o argentino Juan Martín Del Potro (N.11) por 6-4, 6-3, 6-2, com mais uma exibição de gala na qual mostrou mais uma vez seu incomparável talento.

O suíço se classificou pela nona vez para a semifinal da competição e busca o pentacampeonato após ter vencido as edições de 2004, 2006, 2007 e 2010.

Esta será a segunda vez desde que o torneio de Roland Garros em 2005 que Nadal e Federer se enfrentam nesta altura da competição num torneio do Grand Slam.

A partida, marcada para esta quinta-feira, será a revanche da final de 2009, quando Nadal tinha vencido após uma batalha épica em cinco sets, com parciais de 7-5, 3-6, 7-6 (3), 3-6, 6-2, conquistando seu único título na competição.

Na ocasião, Federer parecia muito abatido após sua derrota e chegou até a chorar durante a premiação.

O retrospecto dos confrontos entre os dois tenistas é favorável ao espanhol, que soma 17 vitórias e nove derrotas diante do suíço.

Porém, em quadra dura, piso de Melbourne, Federer lidera por 5 a 4. Foi justamente nesta mesma superfície que o suíço derrotou o espanhol por 6-3 e 6-0 no último confronto entre os dois tenistas, em dezembro, na fase de grupos do ATP finals de Londres, numa partida em que Nadal sofria com problemas físicos.

Apesar de sentir dores no joelho, o número dois do mundo parece estar em melhor forma neste Aberto da Austrália, no qual não perdeu um set sequer antes da partida desta terça-feira contra Berdych, pelas quartas de final do torneio.

O tcheco acabou quebrando este tabu ao levar o primeiro no tie-break, após ter desperdiçado quatro set points quando vencia por 6 a 5. Num ponto disputadíssimo, Nadal se defendeu como um leão após uma troca de bola sensacional em que 29 golpes foram disparados.

Os tenistas exibiram um nível de jogo excepcional na segunda parcial, na qual o espanhol deu o troco ao vencer no tie-break.

No terceiro set, o tcheco chegou a abrir uma vantagem de 2 a 0, mas após três horas de jogo intenso, ele começou a sofrer fisicamente e concedeu duas quebras nos games seguintes.

Mostrando muita raça, Nadal venceu a parcial por 6 a 4 e carimbou sua vaga para as semifinais ao levar a quarta por 6 a 3 com mais uma quebra no último game.

Já Federer teve menos trabalho para eliminar Del Potro. O argentino nada pôde fazer diante da incrível qualidade de jogo de Federer.

“Tudo deu certo para mim hoje. Saquei muito bem e também fui eficiente ao receber o serviço dele, isso foi uma das chaves da minha vitória”, comemorou o suíço.

“Consegui fazer boas variações de bola e logo me senti confiante, o que me ajudou a usar todos os aspectos do meu jogo”, completou.

Federer tinha atropelado Del Potro por 6-3, 6-3 e 6-0 em 2009 na mesma fase da competição. Desta vez, não chegou a ser uma surra, mas foi uma demonstração de talento.

Muito sólido no backhand, devastador no forehand, o suíço cometeu apenas erros 22 erros não forçados e consegui 38 winners, deixando inúmeras vezes o argentino longe da bola.

Del Potro, que já foi carrasco do suíço na final do US Open em 2009, até tentou se manter vivo na partida, mas simplesmente não tinha armas para lutar.

No feminino, a belga Kim Clijsters (N.11), atual campeã do torneio, também avançou às semifinais ao eliminar a primeira cabeça de chave do torneio, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, por 6-3, 7-6 (7/4).

Com a derrota, Wozniacki perdeu sua posição de número um do mundo, que será disputada entre três tenistas, a tcheca Petra Kvitova (N.2), a bielorussa Victoria Azarenka (N.3) e a russa Maria Sharapova (N.4), que ainda estão na briga pelo título na Austrália.

Na próxima fase, Clijsters enfrentará Azarenka, que venceu de virada a polonesa Agnieszka Radwanska (N.8) por 6-7 (0/7), 6-0, 6-2.

Simples feminino (quartas de final):

Victoria Azarenka (BLR/N.3) x Agnieszka Radwanska (POL/N.8) 6-7 (0/7), 6-0, 6-2

Kim Clijsters (BEL/N.11) x Caroline Wozniacki (DIN/N.1) 6-3, 7-6 (7/4)

Simples masculino (quartas de final):

Roger Federer (SUI/N.3) x Juan Martín Del Potro (ARG/N.11) 6-4, 6-3, 6-2

Rafael Nadal (N.2) x Tomas Berdych (N.7) 6-7 (5/7), 7-6 (8/6), 6-4, 6-3