Clique e assine com até 92% de desconto

Nadal vence de virada – e marca reencontro com Federer

Arquirrivais voltam a duelar um ano depois do último jogo, em Indian Wells

Por Da Redação 14 mar 2013, 10h40

Em uma partida muito equilibrada, Rafael Nadal conseguiu um ótimo resultado e garantiu vaga nas quartas de final do Masters de Indian Wells, nos Estados Unidos, na noite de quarta-feira. O espanhol começou perdendo para o Ernests Gulbis, da Letônia, mas conseguiu se recuperar e venceu por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 7/5, em pouco mais de duas horas e meia. Com o resultado, Nadal enfrentará Roger Federer na próxima fase do torneio, que também se classificou ao derrotar o compatriota Stanislas Wawrinka, por 6/3, 6/7 (4-7) e 7/5. O reencontro entre os dois astros será a grande atração da temporada de tênis até agora. Já foram disputadas 28 partidas entre os dois, com vantagem para o espanhol, que venceu 18 vezes. A última partida entre eles, coincidentemente, foi justamente em Indian Wells, mas nas semifinais. Quem levou a melhor no confronto foi o suíço, que acabou conquistando o título da competição.

Leia também:

Rafael Nadal e suas manias na hora de sacar

Nadal se espelha em Ronaldo e planeja próximos objetivos

O número 5 do mundo voltou às quadras neste ano após sete meses parados por causa de uma lesão no joelho. Ainda um pouco inseguro, ele não criou expectativas para o torneio americano, já que a disputa também marcaria um retorno às quadras rápidas após um período de quase um ano. Mesmo assim, Nadal chegou às fases finais de Indian Wells e fez um de seus jogos mais difíceis no ano. O joelho resistiu bem. No primeiro set, o espanhol chegou a sair na frente e foi o primeiro a quebrar o saque do adversário, mas Gulbis impôs seu ritmo de jogo e conseguiu a virada para ficar à frente no placar. Na segunda parcial, mais um disputa equilibrada, que só foi definida no final. No terceiro e decisivo set, o letão buscava confirmar a boa fase e cravar a sua 14ª vitória consecutiva, mas Nadal conseguiu uma quebra no fim que foi decisiva para definir o rumo da partida.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade