Clique e assine com até 92% de desconto

Nadal e Federer farão clássico do tênis na semifinal de Roland Garros

O espanhol e o suíço venceram seus adversários nesta terça e terão novo capítulo em sua rivalidade no tênis

Por Da Redação 4 jun 2019, 17h22

Uma das maiores rivalidades da história do tênis terá um novo capítulo na atual edição de Roland Garros. O suíço Roger Federer, número 3 no ranking da ATP, terá pela frente o espanhol Rafael Nadal, 2º do mundo, pela semifinal do Grand Slam francês, na próxima sexta-feira, 7. Os dois venceram seus jogos de quartas de final nesta terça, 4, depois de paralisação por causa da chuva em Paris.

O triunfo mais fácil foi o de Nadal, que alcançou as semifinais de Roland Garros pela 12ª vez na carreira, sendo que nas 11 ocasiões anteriores ele terminou com o título. Em partida com 1 hora e 51 minutos de duração, o número 2 do mundo massacrou o japonês Kei Nishikori, sétimo do ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/1 e 6/3.

Federer teve mais dificuldade para eliminar o também suíço Stan Wawrinka, 28º, por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/4), 4/6, 7/6 (7/5) e 6/4, em 3 horas e 35 minutos. Assim, se classificou à sua primeira semifinal em Roland Garros desde 2012.  O triunfo teve ares de vingança para Federer, que foi eliminado exatamente por Wawrinka na sua última participação em Roland Garros, em 2015, também nas quartas de final.

  • Nadal caiu antes das semifinais nas únicas três participações em que não foi campeão de Roland Garros. Foi assim em 2009 (oitavas de final), 2015 (quartas de final) e 2016 (não atuou na terceira rodada por lesão). Federer, por sua vez, não participa do torneio desde 2015, para se poupar para torneios em quadras rápidas. O suíço foi campeão de Roland Garros apenas uma vez, em 2009, enquanto o espanhol faturou o título 11 vezes.

    Esse será o 39º confronto entre Nadal e Federer. O espanhol tem vantagem de 23 a 15 no retrospecto. Além disso, venceu os cinco duelos já realizados em Roland Garros. Federer, entretanto, venceu os últimos quatro jogos entre eles.

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade