Clique e assine a partir de 9,90/mês

Nadador Thiago Pereira anuncia aposentadoria aos 31 anos

Recordista de medalhas pan-americanas e vice-campeão olímpico em 2012 confirmou o fim da carreira durante o Prêmio Brasil Olímpico

Por Da redação - 30 mar 2017, 09h06

Thiago Pereira, um dos maiores nomes da história da natação brasileira, anunciou sua aposentadoria nesta quarta-feira, aos 31 anos, durante o Prêmio Brasil Olímpico, que elegeu os melhores atletas do país em modalidades olímpicas em 2016, realizado na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

“Estou me despedindo das piscinas, deixo hoje as competições, mas nunca deixo a natação, que será a minha vida para sempre. A natação me tornou a pessoa que eu sou. Deixo de competir, de ter o orgulho de representar o verde e amarelo por 20 anos”, discursou Thiago, emocionando.

Thiago Pereira havia deixado aberta a possibilidade de disputar a Olimpíada de Tóquio, em 2020, mas mudou de ideia nos últimos meses e optou por se aposentar. Entre Mundiais, Jogos Olímpicos, Pan-Pacíficos e Pan-Americanos, o nadador conquistou a expressiva marca de 34 medalhas. Foram ainda seis finais olímpicas, com destaque para a prata nos Jogos de Londres, em 2012, nos 400 metros medley.

Thiago detém ainda um importante feito: é o maior medalhista da história dos Jogos Pan-Americanos, com 23 pódios obtidos. Em sua última competição internacional, na Olimpíada do Rio, o nadador chegou a brigar pela liderança nos 200 metros medley, mas cansou nos minutos finais e terminou em sétimo.

Continua após a publicidade

“Fiquei pensando no que eu ia falar em um dia tão especial como hoje. Abri mão de muitas coisas, de sonhos. O esporte é uma carreira dura e difícil, mas me sinto completamente realizado, pois sei que o que fiz foi o meu melhor”, afirmou.

O nadador agradeceu, ainda, ao Minas Tênis Clube, ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB), ao seu técnico Albertinho e a sua mãe, famosa pelos gritos de “Vai, Thiago!”, que sempre marcaram a carreira do nadador. “Sem ela, esse momento não estaria acontecendo. Dedico tudo a ela.” Lembrou, por fim, do juramento olímpico, sobretudo ao comentar que o mais importante é participar, e não vencer. O canoísta Isaquias Queiroz e a judoca Rafaela Silva levaram os prêmios de melhores atletas de 2016.

Thiago Pereira, medalha de prata nos 400m medley, em 28/07/2012
Thiago Pereira, medalha de prata nos 400m medley, dos Jogos de Londres-2012 Reuters/VEJA

(com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Publicidade