Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nadador irá pagar multa de R$ 35 mil por mentir sobre roubo

O anúncio foi feito pelo advogado de Jimmy Feigen, Breno Melaragno Costa, após encontro que durou horas com um juiz e promotores

O nadador olímpico americano Jimmy Feigen irá pagar multa de 35.000 reais por conta do que a polícia do Rio de Janeiro descreveu como uma história mentirosa sobre ele e seus colegas de equipe sendo roubados à mão armada durante os Jogos Rio 2016.

O anúncio foi feito pelo advogado de Feigen, Breno Melaragno Costa, após encontro com um juiz e autoridades da procuradoria do Rio, que noticiou ainda que o nadador foi indiciado por falsa comunicação de crime. O acordo foi fechado após uma negociação de quatro horas. O nadador saiu às 3h30 da delegacia sem dar declarações. O dinheiro da multa será usado para comprar materiais esportivos para o Instituto Reação, ONG na favela da Rocinha que revelou a medalhista olímpica Rafaela Silva.

Leia também
Comitê Olímpico dos EUA pede desculpas ao Brasil por nadadores
Nadadores admitem que não houve roubo, diz polícia
Imprensa internacional mostra ceticismo sobre caso
Brasileiros invadem redes sociais de Ryan Lochte

De acordo com a Polícia Civil do Rio, os indícios são de que os quatro nadadores realizaram atos de vandalismo em um posto de gasolina, após saírem de uma festa de madrugada no Rio, e se envolveram em uma confusão com seguranças do estabelecimento. Feigen estava entre os quatro nadadores americanos que mentiram sobre ter sido roubados por bandidos que fingiram ser policiais. A justiça ainda vai decidir o que será feito ao nadador Ryan Lochte, que já está nos Estados Unidos.

Mais dois nadadores retornam aos EUA – O 12 vezes medalhista olímpico Ryan Lochte, o mais famoso do grupo de baderneiros, já havia deixado o Brasil quando a polícia começou a desconfiar da história. Gunnar Bentz e Jack Conger receberam de volta os seus passaportes, que haviam sido apreendidos, após prestarem depoimento admitindo a farsa e já retornaram aos EUA em um voo do Rio a Miami.

Desculpas — O Comitê Olímpico dos Estados Unidos reconheceu que os quatro nadadores envolvidos em um relato falso de assalto no Rio tiveram “comportamento inaceitável” e pediu desculpas ao Rio e ao povo brasileiro em nota divulgada na noite de quinta-feira. “Em nome do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, pedimos desculpas aos nossos anfitriões no Rio e ao povo do Brasil pelo distúrbio durante o que deveria ser uma celebração da excelência”, diz a nota assinada pelo presidente do comitê, Scott Blackmun.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Edison Rudolfo Galitzki

    Com o tempo estas coisinhas passam.
    Já nem lembro direito como foi mesmo que a dupla de “pilotos” americanos pilotando um Legasy, assassinaram 150 pessoas de um vôo da Gol.
    Parece que saiu na urina.

    Curtir

  2. Fábio Fujii

    Este rapaz será execrado por vários brasileiros que furam fila, o que acha certo receber troco a mais, o que acha correto dirigir e falar no celular ao mesmo tempo, o que atropela e joga o braço no rio, etc. “Será o sujo falando do mal lavado.”

    Curtir