Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nadador é pego no doping e Brasil pode perder medalhas

João Gomes Júnior participou de cinco provas e ganhou três ouros no Mundial de Doha. Equipe brasileira cairia do primeiro para o 4º lugar

O nadador João Gomes Júnior foi flagrado no exame antidoping durante a realização do Mundial de piscina curta de Doha, no Catar, em dezembro do ano passado. A divulgação ocorreu nesta segunda-feira. Na urina do atleta brasileiro foi encontrada um diurético, que pode ser usado para mascarar o uso de um elemento dopante. Nadador de destaque no estilo peito, João participou de cinco provas na competição, três delas em revezamentos em que o Brasil terminou com a medalha de ouro: 4x50m medley, 4x100m medley e 4x50m medley misto.

Leia também:

Campeã, nova geração da natação sonha com vitórias na Olimpíada de 2016

No revezamento medley Brasil leva 7º ouro e vence Mundial

Com o doping, a delegação brasileira pode perder as três medalhas alcançadas pelas equipes de revezamento. Caso retirem os ouros, o Brasil perderia a primeira colocação do Mundial e passaria a ocupar o quarto lugar, com quatro ouros, uma prata e dois bronzes. Já o nadador de 28 anos pode ser suspenso por até quatro anos pela federação internacional. Atleta do Pinheiros, João Gomes Júnior está sendo representando pelo advogado Marcelo Franklin, da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos.

(Com Gazeta Press)