Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na véspera das quartas, o Brasil treina longe do Castelão

Gramado do estádio cearense será poupado nesta quinta. Atividade será no PV

Pela segunda vez nesta Copa do Mundo, a seleção brasileira não fará o treino da véspera de jogo no próprio palco da partida: assim como em Belo Horizonte, onde a equipe treinou no Sesc Venda Nova antes de atuar no Mineirão, a delegação não passará pelo Castelão, em Fortaleza, nesta quinta-feira, antes das quartas de final, sexta-feira, contra a Colômbia. Os únicos que visitarão o estádio – onde o Brasil empatou com o México em sua segunda partida no Mundial – serão o técnico Luiz Felipe Scolari e o capitão Thiago Silva, que concedem entrevista coletiva antes do treino, que acontece no Estádio Presidente Vargas, o PV, a partir das 16h30. Em Belo Horizonte e Fortaleza, o motivo para a transferência de local de treino é o mesmo: a necessidade de preservar o gramado depois do desgaste sofrido nos primeiros jogos da Copa. O Brasil, porém, não sentirá falta da sessão de reconhecimento do gramado: já acostumado a atuar em Fortaleza (será a terceira partida num período de um ano), a equipe está em casa na capital cearense. Assim como nas outras passagens pela cidade, a delegação do Brasil foi acolhida com euforia.

Leia também:

No duelo entre os camisas 10, James é mais letal que Neymar

Brasil vai encarar um ex-freguês que tem endurecido o jogo

A ‘três degraus do céu’, Brasil vai encarar equipe iluminada

Brasil enfrentará técnico argentino que está invicto na Copa

Seleção das oitavas: seis europeus e cinco sul-americanos

Fim das oitavas tem drama, recordes e líderes classificados

Mesmo sem qualquer chance de ver de perto os atletas, que desembarcaram na Base Aérea de Fortaleza, em voo fretado, centenas de torcedores fizeram plantão na Avenida Presidente Castelo Branco apenas para ver o ônibus da equipe passar rumo ao hotel Marina Park. Na manhã desta quinta, os torcedores também se concentraram na porta do hotel na esperança de ver algum de seus ídolos. Os jogadores, no entanto, permaneceram em seus quartos. Na outra passagem da seleção pelo Presidente Vargas, Felipão acabou liberando o acesso de cerca de 7.000 torcedores aglomerados nos portões do estádio. No treino desta quinta, acredita-se que o público cearense voltará ao local, mas a entrada de torcedores dificilmente será autorizada. A Colômbia também não treinará no Castelão: na cidade desde terça-feira, a equipe do técnico José Pekerman, que está concentrada num hotel na movimentada Avenida Beira-Mar, já fez uma primeira atividade no Estádio de Atletismo da Universidade de Fortaleza (Unifor), a portas fechadas. Nesta quinta, a equipe volta ao local para o último treinamento antes da partida decisiva.